Pages

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Arnaldo Melo concede pensão de R$ 25 mil a Roseana Sarney

Está explicada a razão pela qual Roseana Sarney tinha tanta urgência em deixar o Palácio dos Leões antes do final do mandato de governadora.
De acordo com o Diário Oficial do Estado, uma das primeiras providências do governador-tampão, Arnaldo Melo (PMDB), foi conceder pensão vitalícia de quase R$ 25 mil à antecessora.
A decisão foi publicada em 12 de dezembro, dois dias após a renúncia da filha do oligarca José Sarney.
A ex-governadora já é aposentada como servidora da gráfica do Senado Federal, recebendo salário de quase R$ 21 mil.
wpid-Photo-17122014-1728 (1)
Imagem: blog do Jeisael.
Com o acúmulo dos dois vencimentos, ela ganhará pelo menos R$ 46 mil mensais, valor superior ao subsídio pago aos ministros do Supremo Tribunal Federal, que deveria ser o teto do funcionalismo público.
Do Marrapá

Operadora de Telefonia Móvel VIVO em Tuntum não funciona


As operadoras de telefonia móvel em todo país continuam causando constrangimentos de toda ordem aos usuários do sistema com serviços de péssima qualidade oferecidos.

Em Tuntum - Maranhão a telefonia móvel chegou a beira do caos, nos últimos meses,  e parece que não tem solução para as interrupções nos serviços prestados aos usuários da cidade, causando danos materiais de toda ordem, seja no uso da telefonia, como também na transferência de dados ou/e internet que não tem chegado aos milhares de celulares dos consumidores dos diversos planos oferecidos pelas duas operadoras(VIVO e OI) que atuam na cidade.

A operadora VIVO está morta em Tuntum há vários meses 

Detentora da maioria os usuários de telefonia móvel, transferência de dados e internet dos celulares de Tuntum, a operadora VIVO há vários meses tem apresentado interrupções no fornecimento de todos os seus planos e serviços sem justificativas plausíveis para os consumidores, deixando todos com prejuízos de toda ordem e sem saber o q fazer.

Sem escritório ou representação em Tuntum, a  VIVO tem deixado os usuários da operadora sem explicação para as interrupções nos serviços  há mais de noventa dias sem ter explicações ou/e soluções para o caos implantado na telefonia móvel da cidade.

A intervenção do Ministério Público

Sem ter a quem recorrer de forma administrativa,  os usuários de Telefonia Móvel de Tuntum esperam que o Ministério Público nas suas competências possa intervir de maneira decisiva na situação de caos que hoje se encontra este serviço, principalmente, chamando a responsabilidade civil pública a operadora VIVO já que há quebra de contrato no fornecimento descontínuo dos serviços, provocando danos materiais e morais a todos os seus consumidores.

Veja os homenageados da 8ª edição do Prêmio José Augusto Mochel

Flávio Dino e Maria Querubina (2)
Flávio Dino e Maria Querubina
O PCdoB prestará homenagem a oito personalidades maranhenses que tiveram destaque na consolidação da democracia no Maranhão, na 8ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel.
A solenidade de entrega do prêmio acontecerá na noite desta quinta-feira (18), no Grand São Luís Hotel, Centro. O prêmio, instituído em 2007 pelo PCdoB e pelo então deputado federal Flávio Dino, é uma das homenagens de maior destaque no estado.
As homenagens reverenciam a memória do líder comunista José Augusto Mochel, que faleceu em 25 de março de 88, em São Paulo. Para o presidente estadual do partido, Márcio Jerry, a entrega do prêmio José Augusto Mochel simboliza a reunião de grandes lideranças das lutas populares e democráticas no Maranhão. “O José Augusto Mochel tem essa capacidade de mostrar que vale a pena lutar pelo que é bom, belo e justo,” disse.
Mochel foi militante do movimento estudantil secundarista e universitário, marcando sua atuação no combate à ditadura militar e participou ativamente da luta pela redemocratização, apoiando as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Mochel participou ainda da luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos.
Conheça os homenageados deste ano e seus perfis:
José Machado
Liderança sindical do município de PIO XII assassinado na luta pela terra em 1983. José Machado era membro da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e das comunidades eclesiais de base.
Nelson Brito
Foi coordenador do Laborarte e diretor do Teatro Artur Azevedo, com destacada militância na área cultural. Nelson Brito coordenou o Festival Internacional de Música de São Luís, presidiu a Fundação Municipal de Cultura e foi membro da Confederação Nacional de Teatro.
Antônio Soares
Militante político histórico do Partido dos Trabalhadores, Antônio Soares era funcionário público e defensor das causas do povo. Morreu em junho deste ano em sua cidade natal, Barra do Corda.
Dilermando Toni
Economista mineiro que mudou para o Maranhão em 1970. No município de Santa Luzia Dilermando Toni articulou uma estrutura em apoio a guerrilha do Araguaia. Foi presidente do PCdoB/MA na década de 80 e hoje é membro do Comitê Central.
Clay Lago
Médica formada pela Universidade Federal do Maranhão. Militante política e social, fez de sua vida profissional um instrumento de luta a favor das lutas de libertação dos oprimidos. Fundadora do Partido Democrático Trabalhista do Maranhão e membro do Diretório Estadual foi candidata ao Senado da República em 1982 e a Vice Governadora em 1998 pela legenda do PDT. Quando Primeira Dama, coordenou os Foros de Primeiras Damas, onde foram discutidas a implantação e descentralização de Políticas Públicas Federais e Estaduais no Estado  e nos Municípios.Atualmente é Presidente do Instituto Jackson Lago.
Francisco Sales
Líder sindical e ex-presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), Francisco Sales tem reconhecida atuação na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.
Maria Querubina
Quebradeira de Coco com grande atuação na luta pela reforma agrária, Maria Querubina é residente do assentamento da Vila Conceição, em Imperatriz e será homenageada por sua reconhecida atuação na luta pelos direitos dos agricultores familiares e extrativistas.
Haroldo de Oliveira
Haroldo de Oliveira é fundador do Sindicato dos Ferroviários e tem reconhecida atuação na história das lutas sociais do Maranhão. Hoje, Haroldo é presidente municipal do PCdoB.
Blog do John Cutrim

Coutinho faz recuperação asfáltica em Caxias

asfaltocaxias
Depois de entregar postos de saúde, campos de futebol, construir uma upa, creches, Ginásios e praças poliesportivas, o prefeito Caxiense incremente a recuperação asfáltica da cidade, após a substituição de 73.000 metros de velhos canos de amianto, considerados cancerígenos, por canos de PVC para dar maior fluidez ao sistema de abastecimento d’água da cidade.

Mas só as ruas no centro da cidade, mas outros 12.000 metros de asfalto estão sendo esparramados para recuperar diversas ruas nos bairros Antenor Viana, Teso Duro, Fazendinha, São José, Alto da Cruz e Bela vista.

Assim como outro prefeitos de oposição, Léo Coutinho sofreu perseguição implacável do Governo de Roseana Sarney, que praticamente estrangulou o desenvolvimento da cidade, mas agora começa a respirar aliviado, pois espera que no Governo de Flávio Dino, a cidade de Caxias volte a ser tratada com o respeito que merece.

“Este é o presente de Natal que estamos entregando aos caxienses. Ruas revitalizadas, asfalto de boa qualidade, obras na saúde, no abastecimento de água. Além da beleza da iluminação pública e de natal, estamos recuperando muitas ruas para maior conforto de nosso povo que merece sempre ter uma cidade cada vez melhor”, afirmou Léo.

Marrapá

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Tuntum realiza festa de encerramento

Com as presenças da primeira-dama de Tuntum Daniella Jadão Cunha, do Secretário de Educação Prof. Antonio dos Reis, do Secretário do Meio Ambiente Genilson Araújo e do Presidente do Conselho Municipal de Educação Prof. Emerson Araújo, de pais, funcionários e alunos,  o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, órgão ligado a Secretaria Municipal de Assistência Social e sob a direção da Professora Maria Elza, encerrou as ações do ano 2014 em grande estilo, na noite desta última quarta-feira(17).
Falando de improviso, Maria Elza agradeceu o empenho dos profissionais  que trabalham no Serviço de Convivência de Tuntum e o envolvimento de pais e alunos atendidos em diversos cursos oferecidos pelo órgão em 2014, além do apoio do Prefeito Cleomar Tema e  da Primeira-dama Daniella Jadão.
Várias apresentações musicais dos alunos e entrega de certificados fizeram parte do encerramento das atividades 2014 do Serviço de Convivência, seguido de um farto coquetel com motivações natalinos que foi oferecido a todos os presentes. 

Obama anuncia um 'novo capítulo' nas relações entre EUA e Cuba


O histórico passo anunciado por Washington para normalizar relações com Cuba representa o primeiro movimento para deixar para trás meio século de tensões
Mauricio Muñoz E/ Presidencia de la República del Ecuador.
Raúl Castro - Premier Cubano

La Jornada

Washington - O presidente americano Barack Obama anunciou nesta quarta-feira o início de um ''novo capítulo'' nas relações de Washington com Cuba e prometeu que examinará, junto do congresso, o fim do embargo à Cuba. Obama declarou que era tempo de acabar com um 'enfoque antiquado' sobre a ilha. 

O mandatário ainda anunciou que o governo revisará a permanência de Cuba na lista de países patrocinadores do terrorismo. Em um discurso à nação, ele anunciou que os dois países fizeram um acordo para iniciar vínculos econômicos e de viagens.


Durante a terça-feira, Obama teve uma longa conversa telefônica com o líder cubano Raúl Castro, onde ambos fizeram um acordo para a instalação de embaixadas ''nos próximos meses.''


O governo dos Estados Unidos iniciou uma aproximação histórica de Cuba, ao anunciar a normalização das relações diplomáticas plenas e o alívio de diversas sanções vigentes há meio século, informou uma fonte da Casa Branca.


Termina meio século de tensões entre Cuba e Estados Unidos


O histórico passo anunciado por Washington para normalizar as relações com Cuba representa o primeiro movimento para deixar para trás meio século de tensões bilaterais.


Os dois países não possuem relações diplomáticas formais desde 1961, e em 1977 instalaram escritórios de interesses em Washington e em Havana, sob o cuidado da embaixada suíça.


Em 1961 os Estados Unidos ofereceram suporte logístico para uma invasão de milicianos cubanos à Cuba, que terminou sem sucesso, com a captura da maioria deles logo que desembarcaram na região de Playa Girón, ao centro-sul da ilha.


Um ano mais tarde, a relação bilateral alcançou seu ponto mais crítico depois que aviões americanos descobriram que misseis soviéticos haviam sido instalados com ogivas nucleares em várias localidades de Cuba.


A crise dos mísseis deixou o mundo inteiro em suspense diante da possibilidade de um holocausto nuclear, até que a União Soviética desativou os mísseis ao mesmo tempo que os Estados Unidos desativou foguetes que foram instalados na Turquia e se comprometeu a não invadir a pequena ilha comunista, situada a pouco mais de 100 quilômetros de suas fronteiras.


Desde então os Estados Unidos adotou um rígido conjunto de normas que literalmente deixaram Cuba ilhada do comércio exterior, com exceção dos países socialistas.

Tradução de Roberto Brilhante/Carta Maior
Créditos da foto: Mauricio Muñoz E/ Presidencia de la República del Ecuador.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Diplomação dos eleitos será no dia 19 de dezembro


Blog do Jorge Aragão

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão confirmou oficialmente que a solenidade de diplomação dos eleitos nas eleições deste ano, será realizada no dia 19 de dezembro, às 16h, Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.
Ao todo serão diplomados o governador eleito Flávio Dino (PCdoB), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o senador eleito Roberto Rocha (PSB), 18 deputados federais eleitos (reveja) e 42 deputados estaduais eleitos (reveja), além do primeiro suplente de cada partido e/ou coligação.

Com edição

Herança Maldita


Por José Reinaldo Tavares/Blog do John Cutrim

Encerrado esse ciclo de domínio que deixou uma grande herança maldita para os maranhenses, vemos com pesar que a cada dia conhecem-se novos indicadores sociais tão ruins que desafiam futuros governos e põe à prova a própria população maranhense. Como exemplo, temos dois deles recém divulgados. Um versa sobre o aumento do número de pessoas que entraram na faixa de pobreza classificada como miseráveis, número que ascendeu a 871 mil pessoas no total em 2013, consolidando o Maranhão como recordista absoluto do país na concentração da miséria, em termos relativos ao tamanho da população. Isto com o agravante de que, somente no ano citado, 118 mil pessoas engrossaram esse número, jogando definitivamente por terra os devaneios repetidos à exaustão de que tudo vai muito bem em nosso estado.

O segundo apareceu quinta-feira passada na Folha de São Paulo, que divulgou mais um dado deprimente – entre tantos – ao publicar o resultado da Prova Brasil, com dados de provas com estudantes de todos os estados. Nessa compilação, os dados do Maranhão em português e matemática são vergonhosos. O título da matéria é “Estados que concentram o maior percentual de alunos no pior nível”. Para o quinto ano, final do ensino fundamental, o Maranhão é o último colocado entre todos, com 49 por cento dos estudantes abaixo do nível 1 e para o nono ano, final do ensino médio, o nosso estado é também o último, com 38,4 por cento dos estudantes abaixo do nível 1. Alagoas é o próximo pior e o Piauí, nosso companheiro de infortúnio em outras áreas, nesta está muito melhor do que nós.

Para terem uma ideia, no nível 1 está aquele estudante que não consegue identificar o personagem principal em uma fábula. Os níveis razoáveis começam a partir do nível 5, para o aluno do quinto ano. O estudante do nono ano abaixo do nível 1 é aquele que não consegue interpretar expressões e opiniões em crônicas. Do nível 5 até o 8 é onde estão níveis razoáveis para bom. A tragédia é tão completa que a grande maioria dos estudantes maranhenses está abaixo do nível 5 em ambos os casos.

Com efeito, Roseana fecha o seu legado caracterizado pela enorme determinação, sempre demonstrada, em evitar que o Maranhão tivesse um nível educacional pelo menos razoável. Não custa lembrar que quando saiu do governo em 2002, após oito anos de mandato, o estado não tinha ensino médio em 159 municípios.

Infelizmente, o legado danoso dos anos em que esteve no governo é muito maior e abrangente, pois atinge profundamente a vida dos maranhenses em todos os setores. Desde as finanças do estado, equilibradas no meu governo e mantida com a boa gestão com Jackson Lago, e que agora nesse final estão descontroladas. Não raro somos surpreendidos com notícias alarmantes, desde o caos em que submergiram todos os serviços prestados pelo estado como segurança, saúde, educação… Descontrole visível também na nunca presenciada onda de violência que atinge toda a população e até mesmo o aparelho policial e no caos em que vivem o sistema hospitalar, com a falta de pagamento generalizado, que priva a população de médicos e paramédicos e até mesmo sem material básico para o atendimento hospitalar. Na educação já não temos para onde cair…

Não bastasse isso, nas finanças o não pagamento de serviços e convênios contratados é geral, incluindo também o pagamento de precatórios. Aliás, o único pago deu no que deu e foi parar nos anais da Operação Lava Jato.

Então, como afirmar que Roseana Sarney está entregando um estado com as finanças em dia para Flávio Dino? Deviam ser mais sérios!

Tempos difíceis virão por aí, mas Flávio vem montando uma equipe competente e com muita vontade de trabalhar. Dessa forma, com muita determinação e austeridade, o Maranhão vai encontrar o seu tempo de bonança.

Vamos virar essa página triste de nossa história com determinação e a esperança de que encontraremos o nosso lugar entre aqueles estados considerados os melhores para a sua população.

A honestidade, que será o padrão das ações do governo, nos dará as condições financeiras para o desenvolvimento e a melhoria de nossas condições sociais.

Agora uma coisa é certa. As coisas estão se complicando muito, muito mesmo, para Roseana Sarney. Tempestade à vista para eles…

E, para fechar, vamos lembrar um ditado muito conhecido nosso, um bordão muito usado por minha avó: “Aqui se faz, aqui se paga!”.

Não é preciso dizer mais nada!

Cuba liberta norte-americano acusado de espionagem em troca dos últimos 3 dos Cinco Cubanos

Alan Gross

 Da OperaMundi

Após cinco anos de prisão, Cuba libertou nesta quarta-feira (17/12) o norte-americano Alan Gross, que cumpria pena de 15 anos na ilha por espionagem. Em troca, Washington libertou também os últimos três dos Cinco Cubanos presos nos EUA, também acusados de espionagem.

Gross estava em Cuba, segundo o governo dos EUA, para distribuir equipamentos via satélite com o objetivo de “promover a democracia” no país. Já os cubanos estavam em território norte-americano em operaçõers de contrainteligência.

As libertações representam o maior sinal de mudança nas relações EUA-Cuba desde a imposição do embargo à ilha, em 1961.

Gross está em trânsito entre Cuba e os EUA, em um avião do governo norte-americano.

O presidente Barack Obama deve anunciar também, ainda nesta quarta-feira, outras medidas em relação a Cuba. Está previsto também que o presidente cubano Raúl Castro faça um pronunciamento hoje.

Alan Gross

Gross trabalhava para a Development Alternative, Inc (DAI), contratada pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, por sua sigla em inglês), que responde ao Departamento de Estado.

De acordo com Washington, Gross estava em Havana para ajudar os membros da comunidade judaica cubana a “se conectarem com outras comunidades judaicas do mundo”. Mas a mesma comunidade judaica de Havana contradiz a versão oficial dos Estados Unidos e da família Gross.

No ano passado, Gross enviou uma carta a Obama pedindo sua libertação. “Com o maior respeito, senhor presidente… temo que meu governo, o mesmo governo ao qual eu servia… tenha me abandonado”, disse.

Já em 2014, a esposa de Alan, Judy Gross, pediu que Obama interviesse “antes que fosse tarde demais. Meu marido está pagando um preço terrível por servir ao país e à sua comunidade”.

Desde julho deste ano, Gross se negava a receber visitas da família e da equipe do Escritório de Interesse dos Estados Unidos em Havana, em protesto pelo que considerava falta de ação por parte do governo de Washington para obter sua libertação.

Na ocasião, Washington classificou como “muito decepcionante” que Havana não tenha aceitado libertá-lo e ressaltou que estava utilizando “todos os canais diplomáticos para pressionar sua libertação”.

Cinco Cubanos

Os “cinco heróis”, como são conhecidos em Cuba, foram presos na Flórida em 1998 e, três anos mais tardes, condenados pela Justiça do país por espionagem e envolvimento no abatimento de dois aviões.

O próprio governo cubano reconheceu publicamente que Gerardo Hernández, René González, Tony Guerrero, Fernando González e Ramón Labañino eram agentes do serviço secreto de Cuba infiltrados nos Estados Unidos. Os cinco faziam parte de uma complexa operação batizada como Rede Vespa. Instalados na Flórida e disfarçados de desertores do regime cubano, o esquadrão de 14 integrantes tinha a tarefa de munir Havana com informações sobre as organizações terroristas anticastristas que operavam no país.

Com o colapso da União Soviética, a ilha comunista do Caribe foi obrigada a assistir à drástica redução do seu orçamento, fortemente dependente das parcerias comerciais com os russos. Diante do período especial, Fidel Castro viu no turismo de luxo uma alternativa viável para afrouxar as contas nacionais e reverter a dramática redução do PIB.

Diante desse quadro, as organizações anticastristas de Miami não deixaram por menos. Criadas por cubanos exilados que fugiram do país após o triunfo da Revolução em 1959, todas elas tinham o objetivo explícito de lutar pelo fim do comunismo cubano e pela queda do líder Fidel Castro. Algumas delas, inclusive, não faziam questão de esconder que apoiavam e financiavam ações terroristas para alcançar o almejado fim.

Uma vez detectada a estratégia de Havana, o alvo dos milionários exilados passou a ser os imponentes resorts do balneário de Varadero, além dos pontos turísticos mais visitados da capital cubana. “A opinião pública precisa saber que é mais seguro fazer turismo na Bósnia-Herzegovina do que em Cuba”, estampavam os folhetos de algumas dessas organizações — que realizavam desde sequestro de aviões e pequenas explosões, até sobrevoos nos quais eram despejados cartazes com propaganda anticomunista pelas avenidas de Havana.

Julgamento

Após anos de operação sigilosa,o serviço de contra-inteligência dos EUA acabou detectando a atuação da Rede Vespa e prendeu dez dos agentes cubanos. Metade deles fez acordos com a Justiça norte-americana e, por meio da delação premiada, pegou a pena mínima e ingressou no programa de proteção à testemunha do Departamento de Estado.

Em um longo e controverso julgamento — a cidade de Miami é majoritariamente anti-castrista—, os cinco cubanos acabaram condenados pelo júri popular em 2001. Alguns anos mais tarde, Leonard Weinglass advogaria pro bono pelos cubanos. Sem sucesso, porém, o “caso dos cinco” somente se acumularia à afamada lista de causas defendidas pelo advogado: a atriz Jane Fonda, os Panteras Negras e, antes de morrer, o criador do site WikiLeaks, Julian Assange, seu último caso.

Justiça afasta Marcelo Baldochi de suas funções e instaura procedimento administrativo


Do Marrapá

O Tribunal de Justiça do Maranhão afastou de suas funções, na manhã desta quarta-feira, 17, o juiz Marcelo Baldochi, protagonista de uma cena polêmica no aeroporto de Imperatriz, semana passada, quando mandou prender, sem razões, dois agentes da companhia aérea TAM após chegar atrasado para embarcar em voo.

A apuração foi feita pelo desembargador Bayma Araújo. Ele apresentou relatório e pediu instauração de procedimento administrativo disciplinar com imediato afastamento das funções judiciais.

Segundo Bayama, a decisão se deu por diversos motivos. A arbitrariedade das prisões não foram os únicos. Várias instâncias, como a Ordem dos Advogados do Brasil e a Associação dos Magistrados, repudiaram a atitude que ganhou repercussão nacionalu.

“Jamais tinha sido humilhado dessa forma. Ser chamado de calhorda, de vagabundo, de pilantra”, comentou o despachante de voo Argemiro Augusto.

Segundo a investigação da polícia, as câmeras do aeroporto mostram o momento da chegada do juiz Marcelo Baldochi ao balcão da companhia aérea, às 20h37. Os funcionários avisam que o check-in do voo para Ribeirão Preto, em São Paulo, havia sido encerrado quatro minutos antes. O juiz discute. “Tem que aprender a respeitar o consumidor”, diz.

Irritado, dá voz de prisão aos atendentes. “Está preso em flagrante”, afirma. Imagens de celular de outro passageiro mostram quando policiais levaram os dois funcionários pra delegacia. “Muito constrangedor. Todo mundo me olhando como se fosse um bandido. Não desejo isso para ninguém”, afirma Alessandro.

Depois da confusão, Baldochi embarcou no avião de outra companhia. O juiz passou a semana inteira no interior de São Paulo, de licença por causa da morte de um parente. Ele ainda não apareceu na delegacia de Imperatriz para prestar depoimento.

Denúncia de trabalho escravo no Maranhão

No ano seguinte, uma fiscalização do Ministério do Trabalho apontou irregularidades em uma fazenda dele, também no Maranhão: 25 pessoas, incluindo um menor de idade, trabalhavam sem as mínimas condições de segurança e higiene. O caso foi mostrado em uma reportagem do Fantástico.

O nome do juiz chegou a ser incluído na lista nacional de fazendeiros acusados de usar trabalho escravo, divulgada pelo Ministério do Trabalho.

Em 2007, Marcelo Baldochi assinou um termo de ajustamento de conduta em que se comprometeu a não maltratar os empregados e pagou R$ 38 mil em direitos trabalhistas. Ao Fantástico, ele negou as acusações. “Creio que se eu não fosse juiz, não teria essa especulação do caso”, disse na época.

Naquela época, o Conselho Nacional de Justiça determinou que o Tribunal de Justiça do Maranhão abrisse processo administrativo contra o juiz, mas uma liminar do Supremo Tribunal Federal suspendeu a decisão.

Representação da OAB

Segundo o CNJ, fora este processo, existem outros seis processos contra o juiz Baldochi que foram arquivados.Esta semana, a Ordem dos Advogados do Brasil entrou com uma representação contra o juiz por causa de denúncias como humilhação e tentativas de dificultar o trabalho dos advogados na região. “Não dá para somar. As reclamações são muitas”, revela o presidente da OAB de Imperatriz Malaquias Neves.
“Tudo aí são antecedentes e talvez tenha outros casos que possibilitem, que nos obriguem a tomar providências legais com a abertura de novas investigações”, afirma o desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão Antonio Bayama Araújo.

Uma delas envolve o tabelião Robson Cordeiro, que recebeu uma ordem de prisão escrita à mão pelo juiz Marcelo Baldochi dias antes do episódio no Aeroporto de Imperatriz. Ele conta que se negou a entregar de graça a cópia de um documento porque o papel estava sem o selo de gratuidade impresso. “Eu sei que ele é um juiz, a gente tem que cumprir as determinações dele, mas não arbitrariamente dessa forma”, diz o tabelião.

Robson foi liberado por falta de provas, mas diz que já encaminhou uma queixa ao Conselho Nacional de Justiça e vai processar o juiz por danos morais.A testemunha dele contra Baldochi é outro juiz. “Eu vou apenas narrar o que eu tomei conhecimento. Não podemos nos furtar a falar a verdade, ainda que seja contra um juiz que é do mesmo tribunal que eu pertenço”, conta o juiz Adolfo Pires.

Governo Dilma é bom ou ótimo para 40% dos brasileiros, diz Ibope

 
Em meio às denúncias de corrupção na Petrobras, a avaliação positiva do governo Dilma Rousseff oscilou 2 pontos percentuais para cima desde setembro de acordo com a pesquisa realizada pelo Ibope e encomendada pela CNI (Confederação Nacional das Indústrias) divulgada nesta quarta-feira (17).

Segundo a pesquisa, o índice de entrevistados que considera o governo Dilma "ótimo" ou "bom" passou de 38% para 40%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Este é o primeiro levantamento da CNI em parceria com o Ibope após as eleições. 
A avaliação negativa do governo Dilma saiu de 28% em setembro para 27% em dezembro. Os entrevistados que consideram o governo Dilma regular eram 33% em setembro e agora são 32%.
A pesquisa entrevistou 2002 pessoas em 142 cidades entre 5 e 8 de dezembro. O nível de confiança é de 95%.

Apesar do sinal de recuperação nos índices de avaliação positiva de seu governo, Dilma ainda está longe do auge de sua popularidade nesse quesito, registrado em março de 2013. Naquele mês, a pesquisa CNI/Ibope registrou que 63% dos entrevistados consideravam o governo Dilma ótimo ou bom. No levantamento divulgado nesta quarta, essa avaliação é de 40%.

No final de seu primeiro mandato, Dilma tem nível de aprovação mais baixo em comparação com seus dois últimos antecessores. No último trimestre de seu primeiro governo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tinha aprovação de 61%. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no mesmo período, tinha aprovação de 71%. Dilma, segundo a pesquisa divulgada nesta quarta, tem aprovação de 52%.

O gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, disse que a questão econômica e a corrupção são os principais itens que fazem com que a aprovação do governo Dilma ser menor que a de Lula e a de Fernando Henrique Cardoso no final de seus primeiros mandatos.

"No primeiro mandato do FHC, você teve um problema, inflação estava voltando também, mas tinha todo o legado do real. E na questão do Lula, você tinha todo o legado da questão da ação social do governo, mas a economia também estava indo muito melhor. Ela (Dilma) fechou o governo com uma economia ruim, sofrendo uma crise internacional (...) e com toda essa questão da corrupção, é difícil ter uma aprovação muito alta", disse Fonseca.

Noticiário negativo

De acordo com a pesquisa, as notícias mais lembradas pela população foram referentes à operação Lava Jato (31%), que investiga desvios de recursos públicos na Petrobras. Logo em seguida, vieram as notícias relacionadas às prisões de diretores de diretores da estatal (19%). Ainda de acordo com o levantamento, 44% dos entrevistados consideram que a maioria das notícias divulgadas são desfavoráveis ao governo Dilma. Esse índice era de 32% em setembro. 

Entre os aspectos considerados positivos no primeiro governo de Dilma Rousseff, estão o combate à fome e à pobreza (24%), investimentos em programas sociais (17%), investimentos em educação (15%), priorização à população mais carente (13%) e continuidade ao governo Lula (11%).

Já entre os principais aspectos negativos do governo estão poucos investimentos na área de saúde (30%), não combate à corrupção (26%), poucos investimentos em segurança pública (21%), poucos investimentos na área de educação (13%) e baixo crescimento econômico (12%).

Uol/Brasília

Postes de energia ameaçam desabar em Tuntum

Rua Frederico Coêlho

Os transeuntes e toda população que dia a dia trafegam pelas ruas da cidade de Tuntum devem tomar o máximo de cuidado com o que previsivelmente pode acontecer em determinados locais, caso providências urgentes não sejam tomadas, especificamente, pela Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), concessionária responsável pela distribuição de energia e proprietária de toda estrutura física, composta por fios, cabos e postes.
Rua Orfileno Léda
O alerta do blog faz referência ao estado de uso e conservação de como se encontram alguns postes da Companhia, oferecendo extremo risco a população que circula diuturnamente por baixo da rede elétrica, podendo, inocentemente, torna-se uma vítima indefesa da falta de manutenção e de compromisso da própria Companhia. 
Um dos exemplos que ilustra o debate, e que pode causar a qualquer momento estragos irreparáveis, é o poste da rua Orfileno Léda, localizado entre a Cunha Construção e o colégio Lourdes Mourão. Visivelmente declinado e sustentado pelos cabos de força, o poste pode se transformar, a qualquer momento, numa armadilha fatal causando sérios problemas e até ceifando vidas inocentes. Um morador da rua comunicou ao blog que a Cemar já foi comunicada da situação por uma autoridade da cidade, mas parece que não deu atenção ao alerta.
Rua 15 de Novembro
Em situação semelhante, também encontra-se outro poste localizado na rua 15 de Novembro, em frente ao posto de atendimento do banco Bradesco. Moradores da rua temem que ele não resista ao peso da rede e desabe causando sérios problemas.
O alerta não é a toa, semana passada um poste na rua Frederico Coelho, em frente a Prefeitura desabou inesperadamente, o solo cedeu e ele não resistiu ao peso da rede e de um transformador de alta tensão. Felizmente ninguém se feriu, ele caiu em um horário de menor trânsito de veículos e pedestres. No episódio que deixou parte da cidade sem energia durante algumas horas, grande sorte teve o proprietário de uma caminhonete que quase teve seu veículo atingido em cheio e prejuízos a serem computados por pura falta de reparos e manutenção da Cemar. 
Que o pequeno texto sirva de alerta e a Cemar providencie os reparos necessários antes que seja tarde demais... 
(Blog do Lobão - Tuntum)

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Governo tampão não sabe o que recebeu da ex-governadora Roseana

Jorge Vieira - O governo tampão de Arnaldo Melo não sabe o que recebeu da ex-governadora Roseana Sarney. Isso ficou claro durante o encontro informal que teve com o governador eleito Flávio Dino, no último domingo, no Palácio dos Leões. O governador interino não conseguiu responder uma única pergunta sobre questão financeira.
Arnaldo Melo, por exemplo, não sabe se a ex-governadora Roseana Sarney pagou os convênios assinados com as prefeituras do interior do estado ou se deixou dinheiro em caixa para ele pagar. Arnaldo também disse nada saber sobre a movimentação financeira do estado, o que leva a crer que sua interinidade no cargo servirá para ele entregar a faixa governamental ao sucessor.
Ao renunciar o mandato faltando apenas 21 dias para terminar o mandato, Roseana pode ter deixado uma verdadeira batata quente nas mãos de Arnaldo Melo. Se ela pagou parte dos convênios e deixou dinheiro em caixa para pagar o resto, tudo bem, mas se não deixou ele terá que pedir de volta o que foi repassado sob pena de ser alcançado pela Lei de Responsabilidade Fiscal, pois não poderá deixar o sucessor pagar.
O pior é que a grande maioria deste convênios não foram executados e serviram apenas para tentar manter os prefeitos apoiando o candidato derrotado do grupo Sarney nas eleições 2014, não havendo como fazer medição das obras porque simplesmente não foram feitas, por terá que ser devolvido. Já pensou o tamanho do abacaxi que ele terá que descascar?
E pelo que informou ao pessoal que visitou informalmente o Palácio dos Leões, nada que envolve finanças chegou ao seu conhecimento. Se o que ele falou é verdade, Roseana pode ter armado uma bomba para explodir no colo dele a partir de 2015 quando estará longe do governo e sem mandato para lhe garantir fórum privilegiado.

Editorial: A governadora sumiu

Folha de São Paulo
roseana“Ela deixou a bagunça para trás e sumiu. Vou tomar posse no escuro”. O protesto é do futuro governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B). Eleito com 64% dos votos, ele está preocupado com o buraco nas contas do Estado. Terá que esperar até o próximo dia 1º para descobrir o tamanho das dívidas. Sua antecessora, Roseana Sarney (PMDB), renunciou na semana passada para não dar posse ao rival.
“Vamos ter que trocar os trilhos e botar o trem para andar ao mesmo tempo”, reclama Dino, um ex-juiz federal de 46 anos, que se elegeu com a promessa de dar fim ao reinado de cinco décadas da família Sarney.
O novo governador diz que já esperava uma transição difícil, mas está surpreso com a falta de informações básicas sobre o caixa estadual. Faltam números sobre contratos, repasses a prefeituras e pagamentos a funcionários terceirizados.
“Estão interrompendo os pagamentos na área da saúde, que não tem concurso público há cerca de 20 anos. A dívida com os precatórios está explodindo, e a gente não sabe o que vai ser quitado e o que vai ficar para o ano que vem”, afirma Dino.
Pelo “Diário Oficial”, a equipe do novo governo fica sabendo de medidas como a renovação de contratos que só venceriam em 2015. “É uma atitude pueril de sabotagem”, reclama o próximo governador.
No discurso de despedida, Roseana disse que renunciou por motivos “estritamente pessoais, sem qualquer conotação de ordem política ou de qualquer outro interesse”. Fez elogios à própria gestão e afirmou que o Maranhão “voltou a trilhar um novo caminho de crescimento”, embora o Estado ainda tenha o segundo pior resultado do país no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU. “Saio com a certeza do dever cumprido”, concluiu a ex-governadora.
Para Dino, a transição foi apenas um dos deveres que ficaram pelo caminho. “Eles achavam que o governo seria eterno e que esse momento nunca iria chegar”, critica.

Conselho Municipal de Educação de Tuntum faz entrega de certificados de reconhecimento a Conselheiros Municipais

Durante a festa de Confraternização de final de ano letivo da Secretaria Municipal de Educação de Tuntum, realizada, na última sexta-feira(12),  no Clube Tubarão, o Presidente do Conselho Municipal de Educação Professor Emerson de Araújo fez a entrega de vários certificados de reconhecimento aos conselheiros pelos relevantes serviços prestados a educação municipal nos últimos dois anos.
A entrega dos certificados de reconhecimento aos conselheiros municipais de educação de Tuntum foi decisão de reunião ordinária do referido conselho que funciona na Rua Senador Vitorino Freire, S/N centro da cidade.
O Conselho Municipal de Educação de Tuntum é um órgão auxiliar da Secretaria Municipal de Educação e tem entre as suas competências, autorizar funcionamento e reconhecer cursos e escolas do sistema de educação municipal. 
Mais de vinte escolas municipais públicas já foram reconhecidas e autorizadas pelo Conselho Municipal de Educação nos últimos dois anos.