quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016


A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) comemora nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, 24 anos de fundação. A entidade, que nasceu do sonho de promover o bem estar e defender os direitos dos Policiais Rodoviários Federais, hoje cresceu e realiza um trabalho fundamental para todos os sindicatos e filiados.

Da primeira sede, ainda em um apartamento na SQN 112, em Brasília, até as modernas instalações, no centro da Capital Federal, foram décadas de lutas e conquistas para a categoria, sempre com o objetivo de defender direitos e garantias para os PRFs de todo o Brasil.

Por isso, a comemoração é de todos que fazem parte da nossa história: sindicatos, sindicalistas, filiados e todos aqueles que contribuem para que o sistema sindical dos PRFs cresça, promova igualdade social e lute sempre por uma segurança pública melhor e mais eficiente. É justamente através desta união que conseguimos defender e garantir benefícios aos Policiais Rodoviários Federais.

Será também com esse mesmo apoio que vamos conquistar ainda mais vitórias pelos próximos anos, sempre em busca de uma categoria profissional cada vez mais forte, que possa cumprir seu objetivo social e contribuir para o desenvolvimento da sociedade brasileira. Passamos por um momento de dificuldades em nosso país, mas temos também a certeza de que as oportunidades de um futuro melhor estão aí lançadas.

“É nesse momento que devemos manter e fortalecer ainda mais a nossa união. É nessa hora que o bom combate prevalece, que os defensores e verdadeiros heróis de nossa sociedade não deixam apagar a chama da esperança em nossa população”, declarou Pedro Cavalcanti, presidente da FenaPRF.

Em suas lutas, a FenaPRF conta com o apoio de 25 sindicatos estaduais (SinPRFs). Defendendo os direitos e os interesses dos Sindicatos e dos Policiais Rodoviários Federais, a FenaPRF também defende o melhor para todos os brasileiros e brasileiras que transitam diariamente pelas estradas de todo o país.

Valorizar o PRF é Preciso!

Fonte: Agência FenaPRF