quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Mulheres celebram 84 anos de direito ao voto no Brasil

A potiguar Celina Guimarães Viana depositou na urna o seu voto e entrou para a história do país, tornando-se a primeira mulher a votar

Desde 1932, o 24 de fevereiro é uma data histórica. Esta edição do Viva Maria é dedicada à Chiquinha Gonzaga e a todas as mulheres que abriram alas para que as brasileiras conquistassem o direito de votar e serem votadas.

Viva as sufragistas Julia Barbosa, Bertha Lutz, Leolinda Daltro, Celina Vianna, Nathércia da Cunha Silveira, Antonietta de Barros, Almerinda Gama, Jerônima Mesquita, Maria Luisa Bittencourt, Alzira Teixeira Soriano, Carlota Pereira de Queiroz, Josefina Álvares de Azevedo, Carmen Portinho, Elvira Komel, Amélia Bevilacqua, Isabel de Sousa Matos e muitas outras mulheres que participaram dessa importante conquista para a cidadania feminina no Brasil.

Sem falar de Chiquinha Gonzaga que animou com sua música, a luta em prol do voto feminino.

E ao som dessa música Abre Alas, que até hoje embala nosso sonho de igualdade e justiça, queremos chamar a participação de escritora feminista Schuma Schumaher que, em parceria com a pedagoga Antônia Ceva, publicou um livro de referência sobre a trajetória das mulheres em nosso país. O título não podia ser mais oportuno para o cenário político que ora se apresenta na vida brasileira: Mulheres no poder, tudo a ver, né Schuma?

Desde o início da década de 80 as mulheres sabem: têm voz no rádio brasileiro. Com mais de 30 anos dedicados à defesa dos direitos da mulher, o Viva Maria apresenta temas relevantes e entrevistas com personalidades que contribuem para a melhoria da vida da mulher. Em formato de programete, o Viva Maria é presença garantida na programação das Rádios EBC. A apresentação e produção são de Mara Régia.

Fonte: EBC