sexta-feira, 4 de março de 2016

Ah, Dr. Moro, o senhor não tem ideia da merda que fez

lulacampanha


Fernando Brito do Tijolaço

Quem ouviu a fala de Lula, agora há pouco na quadra do Sindicato dos Bancários, percebeu.

Moro operou um milagre.

Despertou um Lula que andava adormecido.

Mexeu-lhe com os brios.

O ex-presidente, pela primeira vez, há muito tempo, está feliz.

Feliz como pinto no lixo, como dizem os cariocas.

Sem “paz e amor”. Língua solta.

Falando a linguagem do povão, a do botequim.

Mandando chamar “a mãe deles” para depor.

“Hoje, para mim, foi o fim”, disse Lula, “porque me ofenderam”.

Esse Lula é indestrutível, por mais que o governo Dilma vá mal, cercado e manietado.

O Dr. Sérgio Moro despertou o que não tem ideia da força que tem

Não é o Lula ofendido e magoado.

É alguém que possa, como no livro de Dostoiewski, despertar os “humilhados e ofendidos”.

Moro, como um Hércules ao inverso, recolocou Anteu em contato com sua mãe, a Terra, sua mãe, que o tornava invencível.

Acabaram as pequenas questões.

Agora é a grande.

É botar o retrato do velho outra vez, botar no mesmo lugar.