quinta-feira, 24 de março de 2016

Governo promove atividades pelo ‘Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose’


Desde 1982, 24 de março é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o ‘Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose’. A data foi estabelecida em homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da doença, em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch.

Para marcar a data o Governo do Estado iniciou desde o dia 14 deste mês, uma programação composta por atividades educativas e atendimentos às pessoas com sintomas da doença - voltados para o diagnóstico e tratamento precoce -, que se estenderão até o final da primeira quinzena de abril.

Nessa quarta-feira (23), as secretarias de saúde do Estado (SES) e do município de São Luís (Semus), realizaram uma mobilização na Unidade Mista do bairro Bequimão (UMB), comatendimentos, palestras e distribuição de material educativo sobre a doença. No mesmo dia, técnicos das duas secretarias também foram ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde fizeram exames de baciloscopia, promoveram rodas de conversa com internos em tratamento, aconselhamento psicossocial e orientação às famílias dos portadores de tuberculose.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Melo da Costa, explicou que as ações realizadas servem para conscientizar a população sobre os sinais e sintomas da doença, de forma a garantir que os portadores iniciem o tratamento precocemente. “Estamos intensificando a busca ativa dos pacientes com o objetivo de disponibilizar tratamento e, consequentemente, a cura da doença”, explicou.

A tuberculose é uma doença causada por uma bactéria que ataca principalmente os pulmões, o que pode se tornar uma enfermidade grave se não tratada. Entre os principais sintomas estão febre alta ao final do dia, suores noturnos, sensação de cansaço, dores musculares, falta de apetite e perda de peso. A transmissão acontece por meio da tosse, espirro ou fala. O tratamento é medicamentoso, com duração de seis meses.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Tuberculose da SES, Rosany Carvalho, a tuberculose ainda é um problema de saúde pública mundial e que exige estratégias para o seu controle. “As intervenções estão sendo feitas nas populações mais vulneráveis à doença: entre os povos indígenas, pessoas privadas de liberdade, ou nas localidades onde a incidência de casos historicamente é maior”, afirmou.

No Maranhão, em 2015, foram notificados 2.390 casos de tuberculose. Os dez municípios com maior notificação de casos no ano passado foram: São Luís, São José de Ribamar, Imperatriz, Caxias, Timon, Codó, Paço do Lumiar, Bacabal, Santa Inês e Coroatá. Já em 2016, até a 11ª semana epidemiológica, já foram notificados no Sistema Nacional de Agravos de Notificados (Sinan), 283 casos novos da doença em todo o Estado.

No próximo dia 28 de março, será a abertura das atividades em alusão ao ‘Dia Mundial de luta contra a Tuberculose’ no Hospital Estadual Presidente Vargas, referência no Estado para o tratamento da doença. A programação contará com palestras e atividades educativas que serão estendidas até o dia 1 de abril.

Fonte: Governo do Maranhão
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514