quarta-feira, 23 de março de 2016

SARNEY E ROSEANA SÃO CITADOS EM LISTA DA ODEBRECHT

:

Documentos apreendidos pela Polícia Federal mostram que o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) e a sua filha e ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), receberam repasses da Odebrecht; na lista lista, Sarney é citado como “Escritor” e teria recebido R$ 100 mil; o valor recebido por Roseana não é citado; família Sarney dominou por quase 50 anos a política do Maranhão

Maranhão 247 - Documentos apreendidos pela Polícia Federal mostram que o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) e a sua filha e ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), receberam repasses da Odebrecht. A informação foi divulgada no blog do jornalista Fernando Rodrigues nesta quarta-feira (23). 

Na lista lista, Sarney é citado como “Escritor” e teria recebido R$ 100 mil. O valor recebido por Roseana não é citado. Na lista estão presentes mais de 200 políticos como, por exemplo, os nomes do senador Aécio Neves (PSDB-MG), do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), dos senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Humberto Costa (PT-PE), do chefe de Gabinete da presidente Dilma Rousseff, Jaques Wagner (PT-BA), do ex-governador Eduardo Campos (PSB), morto em 2014, entre vários outros.

As planilhas estavam com o presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedicto Barbosa Silva Júnior, conhecido no mundo empresarial como “BJ”. As planilhas foram apreendidas na 23ª fase da Lava Jato, batizada de “Acarajé”, realizada no dia 22 de fevereiro.

Os documentos não podem ser considerados como prova de que houve dinheiro de caixa dois da empreiteira para os citados, mas são indícios que serão esclarecidos ao longo das investigações.

Em nota, a Odebrecht informou a empresa tem colaborado com os esclarecimentos necessários.