quinta-feira, 14 de abril de 2016

Deputados do PTB contra o golpe

ptb_camara

Depois que veio à tona que desmoronou o apoio ao golpe, o governo recomeçou a colher apoios para domingo (17). A mais nova baixa veio do PTB, que havia anunciado “sim” ao impeachment da presidente Dilma.

A bancada petebista tem 19 parlamentares, sendo que quatro anunciaram ser contra a deposição de Dilma. A lista de adesão tende a aumentar nas próximas horas.

O deputado Pedro Fernandes, do Maranhão, explicou por que é contra o golpe:

“Tenho recebido muita pressão de amigos, de pessoas próximas, de lideranças que querem ver este governo pelas costas. Mas, não posso cometer essa violência à democracia que tanto queremos ver consolidada. Prefiro sofrer as críticas agora, do que carregar a culpa de ter contribuído para enfraquecer nosso sonho de ter um país de fato Republicano e verdadeiramente democrático. Por isso, estou convencido que o melhor será o grande acordo nacional.”

A oposição precisará arregimentar 342 votos — ou dois terços de 513 deputados — para depor Dilma. A missão é praticamente impossível, segundo todos os institutos de pesquisas sérios do país.

Segundo o DataEsmael, que sempre acertou todas, dentro da margem de erro, o governo tem na ponta do lápis 326 votos contra o impeachment ante 171 dos golpistas; indecisos somam 16.

Blog do Esmael Morais/Paraná