sexta-feira, 15 de abril de 2016

DINO: CONVICÇÃO PLENA DE QUE NÃO HAVERÁ 342 VOTOS

:

O governador Flávio Dino (PC do B/MA) afirmou, nesta sexta (15), que há "claramente" uma mudança de tendência dos votos na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Nós temos resultados bastante claros. Só do meu Estado, três votos dados como certo a favor do impeachment se manifestaram em sentido contrário nesta sexta. Este movimento vai continuar", afirmou; segundo Dino, ele e outros nove governadores, além de movimentos sociais, estão conversando com os deputados, no sentido de rejeitar o impeachment; "Chegaremos facilmente a 20 e até 30 votos modificados (de a favor para contra o impeachment) até o momento da votação no domingo", ressalvou; pelo Twitter, o jornalista Jorge Bastos Moreno, de O Globo, reforçou a tese de Dino: "Pode estar havendo neste momento a maior reversão de expectativas da História: reviravolta no impeachment. O clima no governo é de euforia"

247 - O governador Flávio Dino (PC do B/MA) afirmou, nesta sexta-feira (15), que há "claramente" uma mudança de tendência dos votos na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Nós temos resultados bastante claros. Só do meu Estado, três votos dados como certo a favor do impeachment se manifestaram em sentido contrário nesta sexta. Este movimento vai continuar", afirmou.

Segundo Dino, ele e outros nove governadores, além de movimentos sociais estão conversando com os deputados, no sentido de rejeitar o impeachment.

"A tendência é de reversão de expectativa. Temos a convicção plena de que não haverá 342 votos no domingo pelo impeachment", disse. "Chegaremos facilmente a 20 e até 30 votos modificados (de a favor para contra o impeachment) até o momento da votação no domingo", ressalvou.

Questionado sobre como está a presidente Dilma Rousseff, ele afirmou que ela está "tranquila e firme". "Quem não cometeu crime tem que ter este sentimento. Teremos a margem de votos mais do que suficiente para impedir os 2/3", reforçou.

Moreno

Pelo Twitter, o jornalista Jorge Bastos Moreno, de O Globo, reforçou a tese de Dino: "Pode estar havendo neste momento a maior reversão de expectativas da História: reviravolta no impeachment. O clima no governo é de euforia.

Moreno destacou o papel de Flávio Dino: "Eduardo Cunha acaba de ser traído por um dos seus maiores paus-mandados, Waldir Maranhão, seu primeiro-vice presidente da Câmara. Flávio Dino está sendo considerado o herói: tirou um amigo de 50 anos de Sarney ( João Alberto ) e ganhou pau-mandado de Cunha: Waldir MA. Waldir Maranhão estaria arrastando mais 10 votos do PP. Graças, repito, a Flávio Dino. Puxaram o tapete de Eduardo Cunha: governo tá tirando paus-mandados dele.