sexta-feira, 29 de abril de 2016

MA RECEBE R$ 14 MI PARA AGRICULTURA FAMILIA



A Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) do Território dos Cocais iniciou em Codó, Leste maranhense, com uma novidade para o Maranhão; o estado receberá mais de R$ 14,5 milhões do Governo Federal para ampliar a capacidade produtiva e qualidade de vida das famílias rurais no interior do estado; na abertura da Agritec Codó, Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente (MMA), oficializou junto ao Executivo Estadual, o investimento de R$ 9,6 milhões para beneficiar 11.500 pessoas.

Maranhão 247/Governo do Maranhão - A Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) do Território dos Cocais iniciou, nesta quinta-feira (28), em Codó, com uma novidade para o Maranhão. O estado receberá mais de R$ 14,5 milhões do Governo Federal para ampliar a capacidade produtiva e qualidade de vida das famílias rurais no interior do estado. Na abertura da Agritec Codó, Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente (MMA), oficializou junto ao Executivo Estadual, o investimento de R$ 9,6 milhões para beneficiar 11.500 pessoas.

O convênio tem o objetivo de fornecer água de qualidade para consumo humano e pretende instalar 30 sistemas de dessalinização, entre eles, três serão sistemas de arranjo produtivos abrangendo os municípios de Codó, Caxias, Coroatá, São João do Sóter, Timbiras, Aldeias Altas, Duque Bacelar, Itapecuru, Pirapemas, Araioses, Água Doce, Primeira Cruz e Chapadinha. O público alvo são agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos governos estadual e federal.

“Com a assinatura do convênio, o Maranhão passa a ser o décimo estado da federação a ser beneficiado com as ações do Programa. É uma satisfação trabalhar em parceria com um governo que trabalha para que os recursos cheguem a quem mais precisa”, enfatizou Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente.

O secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Glauco Mendes, também firmou parceria com o Governo do Estado e assinou acordo de responsabilidade de empenho na ordem de R$ 5 milhões do Programa ‘Água Para Todos’ para construção de barreiro e kit de sistema simplificado para beneficiar produtores dos municípios de Duque Bacelar, Chapadinha, Vargem Grande, Codó e Caxias.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares disse que, passo a passo, estão sendo construídas políticas públicas para todos os maranhenses ao serem aplicados corretamente os recursos públicos. “Vamos continuar apoiando a produção e os agricultores familiares. Acreditamos que esse é o caminho correto, investir na educação e na produção. Nós temos uma crença profunda de que estamos no caminho correto”, destacou o secretário.

Adhemar Lopes, secretário Nacional de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário, durante o evento parabenizou a SAF pelo empenho para destravar os recursos do crédito fundiário na ordem de R$ 11.781.232,55 para execução de Subprojetos de Investimentos Comunitários (SIC).

A ação está garantindo as condições de infraestrutura básica e produtiva aos agricultores familiares por meio de associações de trabalhadores rurais. A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) operacionaliza os empreendimentos rurais que beneficiam centenas de famílias assentadas pelo programa no Maranhão. A ação é executada por meio da Unidade Técnica Estadual (UTE), que coordena o crédito fundiário no estado.

Dona Maria de Jesus (Dijé), coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, representando todos os movimentos sociais, agradeceu a oportunidade que o Estado está dando para as quebradeiras mostrarem seus trabalhos e como cuidar da natureza. “Nós tiramos nosso alimento da natureza e a preservamos. Sem agricultura familiar não é possível a sobrevivência das famílias, aqui é um espaço de muito aprendizado”, declarou.

Abertura da Agritec

Além dos importantes anúncios de investimento do Governo Federal, na abertura da Feira foi entregue três motos e três GPS para a regional da Agerp de Codó executar o Cadastro Ambiental Rural (CAR), e beneficiar agricultores familiares, comunidades e povos tradicionais. O CAR é uma ferramenta utilizada para auxiliar o processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais.

Na ocasião, foram firmados contratos de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que beneficiarão agricultores do município de Codó com a concessão de créditos bancários para ampliar a produção da família produtora rural. Foram entregues ainda 18 kits feira para atender a regional de Codó. O kit é composto por: barracas, balanças, caixas plásticas, gaiolas, caixas de isopor, pallet, jalecos, bonés e camisas.

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) entregou títulos de terra de 1.517 hectares para a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Riacho Seco, beneficiando 32 famílias.

A Agritec é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), em parceria com Embrapa/Cocais, Sebrae, Prefeitura municipal de Codó e Movimentos Sociais como a Aconeruq, Fetaema, Fetraf-MA, MIQCB e MST.

A Feira é uma verdadeira vitrine de oportunidades para o homem do campo, pois é um espaço de capacitação e acesso às novas tecnologias, de modo que ele possa melhorar sua produção quantitativa e qualitativamente.

Participaram da abertura o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, presidente do Iterma, Mauro Jorge, prefeito de Codó Zito Rolim, vereador de Codó Pedro Belo, secretários estaduais e municipais, vereadores, lideranças e representantes dos movimentos sociais.