segunda-feira, 25 de abril de 2016

Pastoral: TEMPO CRUEL!



Na manhã do dia 21 de abril do corrente mês e ano (última quinta feira), a ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi violentamente sacudida por uma onda e um trecho de cerca de 20 metros desabou vitimando duas pessoas. Os corpos ficaram por mais de três horas estendidos na praia. A viúva de uma das vítimas e pouquíssimas pessoas lamentavam e se despediam dos corpos, enquanto alguns garotos tiravam selfies, outros jogavam bola, outras pessoas estendiam cadeiras e guarda-sóis ao redor dos corpos e outros ingeriam bebidas alcoólicas. Ao ver aquela cena pela mídia, fiquei profundamente triste, triste não apenas pelas vítimas que tiveram as vidas interrompidas de forma brutal, mas triste pela falta de sentimento das pessoas. Ao mesmo tempo em que fiquei triste, lembrei-me do texto bíblico abaixo e vi que essa é uma marca do fim dos tempos:

"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes."
2 Timóteo 3.1-5

O apostolo Paulo trouxe a profecia de que os últimos tempos, esse tempo em que estamos vivendo é tempo difícil e ele enumera algumas marcas desse tempo cruel: 

Os homens são egoístas, são amantes de si mesmos e por causa disso excluem o próximo e sua dor.

Os homens são avarentos, são amantes do dinheiro e bens materiais e por isso são mesquinhos, sovinos e sem generosidade.

Os homens são jactanciosos, são presunçosos, se julgam superiores, se julgam mais inteligentes, mais capazes, melhores que os demais homens.

Os homens são arrogantes, são altivos, orgulhosos, não gostam de ouvir outras opiniões, acham que tem o direito de humilhar as pessoas e exigir reconhecimento que não merecem.

Os homens são blasfemadores, são profanos, pois, usam palavras abusivas e degradantes para com as criaturas de Deus e para com o próprio Deus.

Os homens são desobedientes aos pais, eles não nutrem amor verdadeiro pelos pais, pois, não cuidam, ofendem, machucam, desprezam e abandonam. 

Os homens são ingratos, não tem gratidão a Deus que todos os dias envia bênçãos a todos, independente de serem maus ou bons. Não tem gratidão também pelas pessoas, pois, acham que todos são obrigados a lhes servir.

Os homens são irreverentes, não tem respeito, não tem santidade, são sem devoção, profanos.

Os homens são desafeiçoados, não são dados para com o próximo, não tem afeição pelas pessoas, não tem amor pelas pessoas, se colocam como inimigos com a maior facilidade por qualquer motivo.

Os homens são implacáveis, são irreconciliáveis, inflexíveis, não cedem, guardam mágoas e são incapazes de perdoar.

Os homens são caluniadores, fazem calúnias contra o próximo, fazem afirmações desprovidas de verdade que ofendem a honra, a reputação do próximo.

Os homens não tem domínio de si, são sem autocontrole, não controlam a si próprio e o resultado disso é a escravidão nos vícios que trazem a destruição própria e da família. 

Os homens são cruéis, são selvagens, brutais, vivem na barbárie e ofendem e matam por qualquer motivo.

Os homens são inimigos do bem, são inimigos de Deus que é o maior bem e são inimigos do amor, do que é bom, do que é certo e até lutam pelo fim da moral, da ética e dos bons costumes. 

Os homens são traidores, são infiéis, quebram a confiança, quebram os votos e compromissos que juraram, traem a verdade, os amigos, esposa e família e o próprio Deus.

Os homens são atrevidos, são ousados, audaciosos, não demonstram medo de praticar o mal.

Os homens são enfatuados, perderam o bom senso e demonstram presunção, arrogância e vaidade. 

Os homens são mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus, são libertinos, exaltam e praticam os prazeres independente como eles vem, independente como são buscados, o importante é ter prazer e nessa busca por prazer, se enveredam pelos caminhos das drogas e demais vícios, pela prostituição e homossexualismo, pela corrupção e demais roubos, pela mentira, desonestidade e por todos os pecados.

Os homens tem apenas forma de piedade, são hipócritas, tem apenas aparência externa, fingida de cristãos, não temem a Deus verdadeiramente e por isso, não praticam, não obedecem os ensinos bíblicos, não vivem o Cristianismo verdadeiramente.

Mais diante desse quadro caótico dos últimos dias, mesmo vendo que o mundo está assim e a cada dia piorando, Deus manda fugirmos desses homens para não compactuarmos com suas más obras: “...Foge também destes.” (2 Timóteo 3.5)

Pastor Jairo Oliveira 
Pastor da IGREJA CRISTÃ EVANGÉLICA Central de Barra do Corda - MA