quinta-feira, 21 de abril de 2016

PROJETO CRIA UM CINTURÃO DIGITAL NO MARANHÃO

Divulgação: <p>Protocolo de intenções foi assinado por representantes do Governo do Maranhão e do Ceará. Foto: Divulgação</p>

Os governos do Maranhão e do Ceará assinaram protocolo de intenções para a criação do cinturão digital do Maranhão; o projeto levará sinal de internet via fibra óptica a todo o Maranhão; o estado passa a ter um vínculo formal com o Ceará para que a tecnologia de implantação do cinturão digital daquele estado seja transferida para o Maranhão e aqui também seja implantado o cinturão digital; de acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Maranhão (Secti), Jhonatan Almada, “além do apoio técnico, vamos receber todo o escopo de legislação que foi criado para a implantação do cinturão digital do Ceará. Uma das principais demandas do Maranhão hoje é por meio da internet, que é um dos planos estratégico do plano de metas do Governo do Estado”

Maranhão 247 - Os governos do Maranhão e do Ceará assinaram, nesta segunda-feira (18), protocolo de intenções para a criação do cinturão digital do Maranhão. O projeto levará sinal de internet via fibra óptica a todo o Maranhão. Com esse acordo, o estado passa a ter um vínculo formal com o Ceará para que a tecnologia de implantação do cinturão digital daquele estado seja transferida para o Maranhão e aqui também seja implantado o cinturão digital.

De acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Maranhão (Secti), Jhonatan Almada, “além do apoio técnico, vamos receber todo o escopo de legislação que foi criado para a implantação do cinturão digital do Ceará. Uma das principais demandas do Maranhão hoje é por meio da internet, que é um dos planos estratégico do plano de metas do Governo do Estado”.

O cinturão digital do Ceará tem se constituído, via fibra óptica, numa das mais modernas e expressivas redes de computadores do Brasil. O cinturão permite a implantação de projetos tecnológicos em diversas áreas públicas, como telefonia, TV digital, videoconferência, Voip, telemedicina, educação a distância, fiscalização de cargas, segurança pública, monitoramento por câmeras, entre outros.

A partir da implantação do cinturão digital, a expectativa do Governo do Estado é viabilizar internet de alta qualidade a todos os órgãos públicos do Maranhão e gerar uma economia de milhões de reais aos cofres do governo e das prefeituras. “Estamos tentando cumprir nosso plano a partir do que é implantado no Ceará, que é um exemplo para todo o país”, afirmou Almada.

Além do titular da Ciência e Tecnologia, o Acordo de Cooperação Técnica em Tecnológica da Informação e Comunicação foi assinado pelo secretário do Planejamento e Gestão do Estado do Ceará, Hugo Santana de Figueirêdo Júnior, e pelo presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), Adalberto Albuquerque de Paula Pessoa. 
As negociações entre a Etice e a Secti em torno da implantação do cinturão digital no Maranhão tiveram início no ano passado. À época, estiveram reunidos o presidente da Etice, Adalberto de Paula Pessoa; o superintendente de Cidadania Digital e Inovação, Gustavo Politto; e o secretário adjunto de Cidadania Digital e Inovação da Secti, Nivaldo Muniz.

Pioneirismo

O Cinturão Digital do Ceará é um projeto pioneiro no Brasil. Após a implantação, o Ceará recebeu a visita de representantes de vários estados como Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraíba e Piauí.