sexta-feira, 15 de abril de 2016

‘SEGUE A RESISTÊNCIA PELA DEMOCRACIA. E ASSIM SERÁ’

Marcello Casal Jr/ABr: 12-06-2013 - Brasília - O presidente da Embratur, Flavio Dino, apresenta os dados preliminares da Pesquisa Internacional de Preços da Hotelaria (PPH) para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Foto Marcello Casal Jr/ABr

No dia do início da votação do impeachment contra a presidente Dilma na Câmara dos Deputados, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou no Twitter que "segue a tática do "fato consumado" por parte dos golpistas e segue a resistência, em defesa da Constituição e da Democracia". "E assim será", disse; Dino já havia dito que dois ou três "irresponsáveis inventam um golpe e param o País"; "Assim será lido esse período triste e caótico, pelo tribunal da história", acrescentou

Maranhão 247 - No dia do início da votação do impeachment contra a presidente Dilma Roussef (PT) na Câmara dos Deputados, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou, nesta sexta-feira (15), no Twitter que "segue a tática do "fato consumado" por parte dos golpistas e segue a resistência, em defesa da Constituição e da Democracia". "E assim será", disse.

"Governo fez certo em ir ao STF. Deverá ir muitas vezes. No mínimo, para ajudar no julgamento pelo Tribunal da História, sempre justo", complementou o governador.

Nessa quinta-feira (14), Dino afirmou que pensa "como Ulysses Guimarães, Senhor Diretas e líder da Constituição Cidadã, avaliaria direção do seu partido patrocinando um golpe". "Realmente fico indignado com um absurdo jurídico monumental ocupar o tempo de tanta gente que tem tanto por fazer no nosso país", complementou.

Para Flávio Dino, dois ou três "irresponsáveis inventam um golpe e param o País". "Assim será lido esse período triste e caótico, pelo tribunal da história", acrescentou. "Se a Câmara aprovasse o golpe, já imaginaram meses até julgamento final do Senado? E uma enxurrada de ações no Supremo? E protestos? Um caos".