• DIVULGUE COM A GENTE E APAREÇA • batetuntum@gmail.com •

sábado, 2 de abril de 2016

"Seletivo da EMSERH está confirmado para este domingo", diz secretário Márcio Jerry ao rebater boatos de opositores do governo

Secretário Márcio Jerry

Mais uma iniciativa do Governo do Maranhão para garantir transformações efetivas na saúde do estado foi alvo de manobra política da oposição. Na tentativa de tumultuar o processo seletivo organizado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), espalharam nas redes sociais o cancelamento das provas, confirmadas para este domingo (3).

O Secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, reagiu com indignação a esses boatos de cancelamento do seletivo da EMSERH. A divulgação mentirosa foi feita por meio de blogs alinhados ao grupo que faz oposição sistemática ao governo Flávio Dino.

“Espíritos de porcos da oposição disseminaram boatos de que o seletivo seria cancelado. Mentira absurda e criminosa. Tudo certo para o seletivo", disse o secretário no twitter.

Ele acrescenta que os que se colocam contra o seletivo da saúde, inclusive com boatos criminosos, são contra os mais de 100 mil inscritos. “Mais que serem contra os inscritos, os espíritos de porco contra o seletivo são, na verdade, contra o povo do Maranhão que precisa e merece saúde”, ressaltou.

Para ele, o seletivo da EMSERH é mais um grande avanço na reestruturação do sistema de saúde do Maranhão, gravemente agredido pelo ex-secretário Ricardo Murad.

Jerry suspeita que o ex-secretário possa estar por trás dos boatos criminosos que foram disseminados na imprensa sobre a suposta não realização do seletivo.

“Em se tratando de Ricardo Murad, sujeito de personalidade por muitos considerada patológica, tudo é possível, até tamanha insanidade”, afirma Márcio Jerry.

Estão sendo ofertadas 7.902 vagas, distribuídas nos níveis fundamental, médio, técnico e superior, para preenchimento de vagas da rede estadual de saúde, com salários que podem chegar à R$ 4.500. Os aprovados nos seletivos atuarão nos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) situados nas regionais de saúde de São Luís, Imperatriz, Codó, Presidente Dutra, Santa Inês e Timon.

Substituição das OSCIPs

A realização de concursos para substituição das Oscips que atualmente prestam serviço à rede pública de saúde do Maranhão, geram reação no grupo Sarney. Com contratos sob suspeita e denúncias de desvios, a gestão de Ricardo Murad à frente da Secretaria de Saúde durante o governo Roseana Sarney produziu escândalos nacionais, além do colapso do sistema de saúde no Estado.

Desde o início da gestão do governador Flávio Dino, com a substituição das entidades que prestam serviço para a área de saúde, o grupo que controlava politicamente o Estado, se uniu para tentar impedir o fim de privilégios.

Pela primeira vez após várias décadas, a contratação de trabalhadores em hospitais da rede pública estadual é feita com critérios claros e isentos. Em anos anteriores, as contratações não tinham o mínimo de transparência o que resultava em indicações políticas e até alimentação de práticas eleitoreiras utilizando vagas de emprego como moeda de troca para votos.

Do Maranhão da Gente

Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514