sexta-feira, 6 de maio de 2016

CUNHA DEVE PERDER SALÁRIO, SEGURANÇAS, CARRO E RESIDÊNCIA OFICIAL




Com a decisão do STF que afasta Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara, a direção da Casa deve suspender imediatamente as prerrogativas presidenciais do deputado; o peemedebista terá 30 dias para deixar a residência oficial em Brasília; perderá também o direito ao veículo oficial, o transporte aéreo por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e à segurança da Polícia Legislativa; deve deixar de receber ainda o salário de R$ 33.763,00

Com a decisão do STF que afasta Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara, a direção da Casa deve suspender imediatamente as prerrogativas presidenciais do deputado.

O peemedebista terá 30 dias para deixar a residência oficial em Brasília. Perderá também o direito ao veículo oficial, o transporte aéreo por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e à segurança da Polícia Legislativa.

Os funcionários do gabinete pessoal também serão exonerados e Cunha deve deixar de receber o salário de R$ 33.763,00.

Fonte: br/247