sábado, 21 de maio de 2016

GOVERNADOR SE REÚNE MAIS UMA VEZ COM CÚPULA DA SEGURANÇA



Neste sábado (21), o Governador Flávio Dino esteve reunido mais uma vez com a cúpula do sistema de segurança pública e penitenciária para avaliar e definir novas ações com o objetivo de garantir a paz e a normalidade na região metropolitana de São Luis, que voltou a registrar episódios de incêndios criminosos a ônibus. Em sua página no Facebook, o governador afirmou que "o efetivo policial será mantido, intensificando vistoria nos ônibus e mais medidas serão tomadas contra quadrilhas que querem voltar ao passado"

Na manhã deste sábado (21), o Governador Flávio Dino esteve reunido mais uma vez com a cúpula do sistema de segurança pública e penitenciária para avaliar e definir novas ações com o objetivo de garantir a paz e a normalidade na região metropolitana de São Luis. Em sua página no Facebook, o governador afirmou que o efetivo policial será mantido, intensificando vistoria nos ônibus e mais medidas serão tomadas contra quadrilhas que querem voltar ao passado.

Ontem, em coletiva à imprensa, o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela, afirmou que desde o início das operações, na madrugada de quinta-feira (19), até o fim do dia desta sexta-feira, foram 33 presos. Destes, 12 são ligados a organizações criminosas; ainda duas mulheres; e dois adolescentes que foram apreendidos. As prisões são fruto da série de operações realizadas pelas polícias no Coroadinho, Liberdade, Bequimão, Raposa, Forquilha e São José de Ribamar. "Vamos permanecer nas ruas, sem cessar, para coibir, com rigor, a ação destes criminosos. São operações que iniciaram assim que soubemos dos ataques e não têm hora para terminar", garantiu Portela. "As forças de Segurança estão a postos para combater estas organizações criminosas que merecem sentir a ação forte do Estado. E isto está sendo feito", enfatizou o secretário.

Na ocasião da coletiva, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira reiterou a posição firme da polícia e de forma ostensiva para impedir o avanço dos criminosos e novos ataques. Por volta das 16h desta sexta-feira (20), foi deflagrada uma megaoperação, distribuindo o efetivo em pontos considerados mais sensíveis na Região Metropolitana. Entre estas, a zona rural, pontos finais e paradas de ônibus, terminais de integração, nas áreas dos ataques e bairros mapeados pela demanda de ocorrências.


Fonte: Maranhão 247