segunda-feira, 2 de maio de 2016

Greve dos servidores da Assembleia permanece sem solução


A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, em nota oficial publicada ontem (1), Dia do Trabalho, sobre a greve dos servidores da Casa, informa que movimento não afeta o funcionamento das atividades legislativas e que a crise financeira impede que seja concedido reajuste superior aos 3% oferecido e rejeitado pelo sindicato.

Conforme a nota assinada pelo Diretor de Comunicação, Carlos Alberto Ferreira, a Assembleia Legislativa respeita o direito de greve, mas adverte que o movimento tem adesão de menos de 5% dos funcionários.

NOTA PÚBLICA

A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão concedeu 18% de aumento salarial em 2015, entre benefícios e incremento salarial, elevando os rendimentos dos servidores comissionados e efetivos do Poder Legislativo aos maiores níveis do serviço público maranhense.

Diante da forte crise econômica que assola o pais, em 2016 foi proposto um aumento de 3%, prontamente recusado pelo sindicato da categoria. Foi informado também ao sindicato que este índice é o máximo possível que este Poder concederá.

A Assembleia Legislativa respeita o direito de greve, mas informa que suas atividades fundamentais não foram afetadas pelo movimento atual, visto que menos de 5% dos servidores da casa estão participando do movimento.

Carlos Alberto Ferreira

Diretor de Comunicação

Fonte: Blog do Jorge Vieira