sábado, 21 de maio de 2016

MULTIDÃO CANTA “ODEIO VOCÊ, TEMER”, EM SHOW DE CAETANO

:

Em show contra o fim do Ministério da Cultura no Palácio Capanema, prédio da Funarte, no Rio de Janeiro, a multidão também lembrou de Eduardo Cunha no refrão de “Tieta” na noite desta sexta-feira 20; “O MinC é conquista do Estado brasileiro, não de nenhum governo”, protestou Caetano, na abertura do show; Erasmo Carlos também se apresentou no local, que está ocupado desde segunda-feira por manifestantes contra a extinção do ministério; deputados Jean Wyllys e Marcelo Freixo falaram no meio da apresentação; ao cantar “Abraçaço”, Caetano disse: “O Capanema foi abraçado, por isso eu canto essa música”; assista ao vídeo

Milhares de manifestantes se reuniram na noite desta sexta-feira 20 em um show de Caetano Veloso e Erasmo Carlos, contra a extinção do Ministério da Cultura pelo governo interino de Michel Temer, no Palácio Capanema, prédio da Funarte, antiga sede do MinC, no Rio de Janeiro.

"O MinC é conquista do Estado brasileiro, não de nenhum governo", disse Caetano, na abertura do show, aos manifestantes que ocupam o local desde segunda-feira em protesto contra o fim do MinC. A pasta deixou de ter status de ministério e passou a ser subordinada à Educação, comandada por Mendonça Filho, do DEM.

A plateia fez protesto com as letras de Caetano, ao inserir "Temer" em "Odeio você", e lembrou de Eduardo Cunha no refrão de "Tieta". "O Eduardo Cunha quer controlar minha b...!", gritaram.

Também participaram da apresentação o cantor Seu Jorge e os deputados do PSOL do Rio de Janeiro Jean Wyllys e Marcelo Freixo, que falaram no palco. Ao cantar “Abraçaço”, Caetano disse: “O Capanema foi abraçado, por isso eu canto essa música”.

Fonte: Brasil 247