quinta-feira, 16 de junho de 2016

A desgraça Temer é tanta que um bandido desmente um “presidente”



Por Fernando Brito/Tijolaço

Vocês já se deram conta do que significa a “nota oficial” de um criminoso, um ladrão como Sérgio Machado desmentindo um “presidente” da República?

Um camarada que narrou e detalhou a roubalheira para financiar o PMDB, operada por ele próprio e por seus filhos dizer que foi mesmo encontrar-se com o então vice na Base Aérea de Brasília e narrar em detalhes o pedido e a “solução” do dinheiro solicitado repetir tudo, confrontando diretamente quem deveria ser a maior autoridade da República?

Narrativa que obrigou a Aeronáutica à canhestra situação de negar ter arquivos do registro de entradas numa instalação militar de alta segurança, que pode ser visada até por terroristas! Quem quiser acreditar nisso, acredite. Eu prefiro achar que, como bons profissionais que são, os oficiais responsáveis pela instalação têm tudo guardado e bem guardado.

O homem que ocupa o Palácio do Planalto é um coelho ressabiado. Tem medo de tudo e de cada coisa que teme, sem trocadilho, vá surgir.

Tanto que um escroque com Machado o “enquadra” com uma “nota oficial”.

Um estranha e deprimente inversão de autoridade.