sexta-feira, 17 de junho de 2016

Capitu é absolvida em júri simulado promovido pela Biblioteca Pública Municipal de Tuntum

Capitu no banco dos réus em Tuntum
Com a presença de aproximadamente 100(cem) pessoas convidadas pela direção/coordenação da Biblioteca Pública Municipal Vereador Raimundo Lourenço foi realizado na tarde/noite desta sexta-feira(17) na Câmara de Vereadores de Tuntum o "III Café Literário" promovido pela casa de leitura tuntunense.
O III Café Literário da Biblioteca Pública Municipal em 2016 fez homenagem ao escritor carioca Machado de Assis, o criador da literatura moderna brasileira através dos seus romances e contos, com foco na obra Dom Casmurro e na velha questão sobre o comportamento conjugal da personagem "Capitu" e a cisma eterna  do marido Betinho sobre uma possível traição ou não da esposa.
Com as  palestras sobre Dom Casmurro e a obra machadiana os professores Regina Veloso e Emerson Araújo esquentaram os debates que serviram de mote para o júri simulado onde "Capitu" aparece como ré  que veio logo a  seguir  dentro do III Café Literário.
O grande momento do III Café Literário patrocinado pela Biblioteca Vereador Raimundo Lourenço na tarde/noite desta sexta-feira(17) foi, sem sombra de dúvidas, o júri simulado que tinha a função de condenar ou absolver Capitu, tendo a participação de professores da rede estadual/municipal/privada de ensino de Tuntum e funcionários da própria biblioteca  que, de maneira brilhante e memorável,  souberam conduzir a encenação onde não faltaram os aplausos e os comentários elogiosos depois do resultado do julgamento.
Num conselho de sentença onde a maioria era mulher,  Capitolina Santiago(a Capitu) foi absolvida pelo elástico placar de 6x1 da acusação de adúltera para alegria do público feminino que esteve presente na Câmara de Vereadores no dia de hoje(17).
O III Café Literário teve apoio da Secretaria Municipal de Educação de Tuntum e já parte do calendário de atividades anuais da Biblioteca Vereador Raimundo Lourenço.