terça-feira, 7 de junho de 2016

DILMA DENUNCIA ATAQUE SÓRDIDO DE TEMER SOBRE ALIMENTAÇÃO NO ALVORADA


Em nota divulgada na noite desta terça (7), a presidente eleita Dilma Rousseff se manifestou contra o que considerou "ataque sórdido" do presidente interino Michel Temer, ao se referir à notícia divulgada numa coluna política sobre gastos com alimentação no Alvorada; "Em nenhum país do mundo, a autoridade de um Chefe de Estado e de Governo é atacada de maneira tão vil e mesquinha. E, mais uma vez, de maneira seletiva, com o único objetivo de macular a honra da presidenta da República. Não é de se estranhar, portanto, que nenhuma informação tenha sido vazada pela Secretaria de Governo do Palácio do Planalto sobre eventuais gastos da residência oficial da Vice-Presidência. É de se perguntar: qual o montante dos gastos do Palácio do Jaburu? Os dados ainda não foram liberados ao público por quais razões?", questionou

A presidente eleita Dilma Rousseff criticou, através de nota, nesta sexta-feira (7), o que considerou como "comportamento sórdido do governo interino e ilegítimo" de Michel Temer sobre o vazamento de gastos do Palácio da Alvorada com alimentação.

De acordo com a nota, tais informações foram divulgadas na tentativa de escandalizar a opinião pública, desconsiderando as funções do Palácio da Alvorada, onde circulam funcionários públicos e são realizados compromissos oficiais.

Leia a íntegra da nota à imprensa:

A respeito da nota “Geladeira cheia”, publicada nesta terça-feira, 7 de junho, pela coluna Painel, na Folha de S.Paulo, informando os gastos mensais com despesas de alimentação do Palácio da Alvorada, a Assessoria de Imprensa da presidenta Dilma Rousseff ressalta:

Em nenhum país do mundo, a autoridade de um Chefe de Estado e de Governo é atacada de maneira tão vil e mesquinha. E, mais uma vez, de maneira seletiva, com o único objetivo de macular a honra da presidenta da República.

Não é de se estranhar, portanto, que nenhuma informação tenha sido vazada pela Secretaria de Governo do Palácio do Planalto sobre eventuais gastos da residência oficial da Vice-Presidência. É de se perguntar: qual o montante dos gastos do Palácio do Jaburu? Os dados ainda não foram liberados ao público por quais razões?

É descabido e absurdo o fato de o governo provisório abrir o sigilo de despesas relativas à manutenção do Palácio da Alvorada, para insinuar que seriam despropositados os gastos com a compra de gêneros alimentícios e outras despesas na residência oficial.

Tais informações foram vazadas para escandalizar a opinião pública. Desconsideram-se as funções do Palácio da Alvorada, onde circulam funcionários públicos e são realizados compromissos oficiais – jantares, coquetéis e encontros com autoridades da República, assim como chefes de Estado.

É lamentável que, mais uma vez, autoridades do governo interino e ilegítimo demonstrem um comportamento sórdido contra a autoridade da presidenta Dilma Rousseff. Reiteramos: não conseguirão intimidá-la.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF