segunda-feira, 27 de junho de 2016

REQUIÃO: TEMER QUER COMPRAR O SENADO


Sem os votos necessários para consolidar o impeachment, o interino Michel Temer vem reforçando o assédio sobre senadores indecisos quanto à condenação da presidente Dilma Rousseff; “O Temer está comprando a bancada. É uma compra explícita de apoio”, denuncia o senador Roberto Requião (PMDB-PR); na luta para conseguir votos, Temer já nomeou o filho de Zezé Perrella (PTB-MG), dono de um helicóptero apreendido com 450 quilos de cocaína, prometeu uma secretaria a Romário (PSB-RJ) e negocia apoios a parlamentares em disputas municipais, como é o caso de Omar Aziz (PSD-AM); ele também recebeu pedidos inusitados, como o de Hélio José (PMDB-DF), que queria a presidência de Itaipu e dos Correios

Paraná 247 – Uma reportagem dos jornalistas Pedro Venceslau e Valmar Hupsel Filho (leia mais aqui) revela como o interino vem tendo que barganhar votos para consolidar o impeachment, ainda não garantido, da presidente Dilma Rousseff.

Diante das negociações nada republicanas, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) não usou meias palavras para denunciar o toma-lá-dá-cá. “O Temer está comprando a bancada. É uma compra explícita de apoio”, afirmou.

O caso mais curioso é o do senador Hélio José (PMDB-DF), conhecido como Hélio Gambiarra. "Ele pediu 34 cargos, entre os quais a presidência de Itaipu, Correios, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e até o comando do BNDES", diz a reportagem.

Temer já nomeou Gustavo Perrella, filho de Zezé Perrella (PTB-MG), dono de um helicóptero apreendido com 450 quilos de cocaína, para uma secretaria dos Esportes, prometeu uma secretaria voltada para deficientes e pessoas especiais a Romário (PSB-RJ) e negocia apoios a parlamentares em disputas municipais, como é o caso de Omar Aziz (PSD-AM).

Ontem, para intensificar o corpo a corpo, ele foi ao aniversário de Wilder Morais (DEM-GO).