terça-feira, 21 de junho de 2016

TJ NEGA LIBERDADE A SUSPEITO DE MATAR JORNALISTA

:

A Justiça do Maranhão manteve preso o empresário Gláucio Alencar Pontes Carvalho, acusado pela a prática de crimes de desvios de verbas públicas, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, no município de Bacabal, a 240 quilômetros (km) de São Luís; de acordo com a denúncia do Ministério Público (MP-MA), Gláucio Alencar teria recebido R$ 96 mil desviados da prefeitura da cidade, sendo indicado como membro ativo do esquema de desvio; o desembargador reforçou que o empresário também responde ação penal pelo crime de homicídio praticado contra o jornalista Décio Sá, cuja apuração iniciou a abertura de vários inquéritos com o objetivo de apurar o envolvimento de organização criminal

Maranhão 247 - O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) manteve preso o empresário Gláucio Alencar Pontes Carvalho, acusado pela a prática de crimes de desvios de verbas públicas, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, no município de Bacabal, a 240 quilômetros (km) de São Luís. De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP-MA), Gláucio Alencar teria recebido R$ 96 mil desviados da prefeitura da cidade, sendo indicado como membro ativo do esquema de desvio.

Ele está preso preventivamente há mais de quatro anos no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, na capital. Segundo o desembargador Raimundo Melo, relator do processo, a defesa de Gláucio Alencar não demonstrou fundamento ao questionar sobre a comprovação dos crimes praticados por ele.

O desembargador reforçou que o empresário também responde ação penal pelo crime de homicídio praticado contra o jornalista Décio Sá, cuja apuração iniciou a abertura de vários inquéritos com o objetivo de apurar o envolvimento de organização criminal.