sábado, 16 de julho de 2016

DATAFOLHA EXTRAPOLA E QUESTIONA: GOLPE OU LEGALIDADE?


Em pesquisa divulgada neste fim de semana, instituto do grupo Folha pergunta se a população prefere a volta da presidente Dilma Rousseff, afastada sem crime de responsabilidade, ou a continuidade do interino Michel Temer, como se os dois estivessem disputando uma eleição; pesquisa, desonesta, é mais um capítulo da colaboração dos meios de comunicação com o golpe parlamentar em curso no Brasil

247 - O instituto Datafolha fez uma pesquisa desonesta em que perguntou aos brasileiros se preferiam a permanência do presidente interino, Michel Temer, ou que a presidente eleita, Dilma Rousseff, voltasse ao poder, como se os dois estivessem em campanha, disputando uma eleição.

O cenário é totalmente diferente. Temer ficou no lugar de Dilma após seu afastamento temporário pelo processo de impeachment - mesmo sem ter cometido crime de responsabilidade. As pessoas não escolhem entre Dilma e Temer, e se existe crime ou não.

De acordo com o levantamento, realizado nos dias 14 e 15 de julho e divulgado na tarde deste sábado pela Folha de S. Paulo, 50% dos entrevistados acreditam que seria melhor se Temer continuasse, contra 32% que preferiam que Dilma voltasse, enquanto 18% responderam "nenhum".