segunda-feira, 25 de julho de 2016

MA REGISTROU QUASE MIL FOCOS DE QUEIMADAS EM JULHO


Quase mil focos de queimadas foram registrados no mês de julho no Maranhão; em números totais, 925 focos de incêndio já foram detectados via satélite neste mês; em 2016, já foram 2.796 pontos identificados, Quase mil focos de queimadas foram registrados no mês de julho em todo o Maranhão; com o início do período de estiagem no Estado, de acordo com dados do Serviço de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Inpe

Quase mil focos de queimadas foram registrados no mês de julho no Maranhão. Em números totais, 925 focos de incêndio já foram detectados via satélite neste mês. Em 2016, já foram 2.796 pontos identificados, Quase mil focos de queimadas foram registrados no mês de julho em todo o Maranhão. Com o início do período de estiagem no Estado, de acordo com dados do Serviço de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A série histórica do Inpe apontou que 2012 foi o ano mais crítico no Maranhão, com 3.548 focos de queimadas. Em 2015, foram 1.642 focos.

Por bioma, a Amazônia é o segundo mais afetado pelas queimadas no País, com 2.747 focos, atrás do Cerrado (5.623). O Maranhão está na zona de transição entre a Amazônia (a oeste), do Cerrado (a sul) e o sertão nordestino (Caatinga, a leste).

Se forem considerados apenas os dados do satélite de referência ‘AQUA Tarde’, o Maranhão ocupa a quinta posição em número de queimadas, atrás de Mato Grosso (7.865 focos), Tocantins (3.764), Roraima (3.161) e Pará (2.850). No mês de julho, o estado é o terceiro em índice de queimadas, atrás do Mato Grosso e Tocantins.

Fonte: Maranhão 247