terça-feira, 16 de agosto de 2016

164 anos: Parabéns Teresina!



Elegia

Emerson Araújo

Elejo a palavra Teresina
Porque  em mim ela é carne
Pedra nos seus anônimos pelo cais
Dilema que é misto de pressa e sossego
Elejo Teresina.

Elejo a palavra Teresina
Porque labiríntica não deixa de ser amor
E como tal faz suas secretas histórias
Entre o céu e o meu calor
Elejo Teresina.

Elejo a palavra Teresina
Porque dédalo não deixa de ser pão
E como resposta aos seus inomináveis trabalhos
Mesa nem tão farta nem tão não
Elejo Teresina.

Elejo a palavra Teresina
Porque címbalo não deixa de ser canção
E como dissonância entre a asa e a dor
Réquiem da saudade, escarlata flor
Elejo Teresina.