terça-feira, 27 de setembro de 2016

LULA: “MONTEI UMA QUADRILHA SIM, QUE TIROU 36 MILHÕES DA MISÉRIA”


Em campanha no Rio pela candidata Jandira Feghali, do PCdoB, ex-presidente disse ser hoje "um cidadão indignado"; "Não posso aceitar as ofensas de meninos procuradores que dizem que eu montei uma quadrilha para governar", criticou; "Formei, sim, uma quadrilha, que tirou 36 milhões de pessoas da miséria, incluiu 40 milhões na classe média, que gerou 22 milhões de empregos", rebateu

Rio 247 - O ex-presidente Lula participou na noite desta segunda-feira 26 de ato de campanha em apoio a Jandira Feghali (PCdoB) no Rio de Janeiro. Em seu discurso, ele voltou a criticar as denúncias da Lava Jato contra ele e disse que, se a intenção era tirá-lo da disputa de 2018 à presidência, ele, que não era candidato, agora é.

Lula disse ser hoje “um cidadão indignado”. “Não posso aceitar as ofensas de meninos procuradores que dizem que eu montei uma quadrilha para governar”, criticou, em relação à denúncia em que o Ministério Público o acusou de ser o comandante geral do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato.

“Formei, sim, uma quadrilha, que tirou 36 milhões de pessoas da miséria, incluiu 40 milhões na classe média, que gerou 22 milhões de empregos”, rebateu o ex-presidente. "É isso que vocês não suportam?", questionou. Lula disse ainda que "podem investigar" sua vida, mas provocou os procuradores: "não venha com convicção. Convicção não é prova".

Lula disse ainda que sabe que “o povo brasileiro fica orgulhoso em ver que, pela primeira vez, rico está sendo preso”, mas que isso não é “por causa do MP ou da PF, é pelas coisas que eu e Dilma fizemos”. "Quem criou o Portal da Transparência? Quem deu independência à PF? Quem indicou o primeiro da lista do MP? Não foram eles", destacou.
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514