sexta-feira, 21 de outubro de 2016

PF DÁ BATIDA NO CONGRESSO

Agentes da Polícia Federal estão no Congresso Nacional, no início da manhã desta sexta-feira, 21; segundo as primeiras informações divulgadas, trata-se de uma operação contra integrantes da Polícia Legislativa, que são suspeitos de executarem serviços de contrainteligência para parlamentares investigados; quatro policias legislativos foram presos temporariamente; entre eles o chefe da polícia legislativa, Pedro Ricardo Araújo Carvalho; segundo a PF, entre os serviços prestados por eles estariam varreduras nas casas dos políticos para identificar e eliminar possíveis escutas instaladas com autorização judicial; a PF cumpre quatro mandados de prisão temporária, cinco mandados de busca e apreensão e quatro de afastamento de função pública; segundo o MPF, não há mandados nesta operação contra políticos nem foram realizadas buscas em gabinetes de parlamentares

247 - Agentes da Polícia Federal estão no Congresso Nacional, no início da manhã desta sexta-feira, 21. Segundo as primeiras informações divulgadas, trata-se de uma operação contra integrantes da Polícia Legislativa, que são suspeitos de executarem serviços de contrainteligência para parlamentares investigados. 

Segundo informações do G1, a suspeita é de que policiais legislativos faziam varreduras nas casas dos políticos para, por exemplo, identificar e eliminar escutas instaladas com autorização judicial.

Quatro policias legislativos foram presos temporariamente, entre eles o chefe da polícia legislativa, Pedro Ricardo Araújo Carvalho. Foram expedidos quatro mandados de prisão temporária (que não tem prazo definido para terminar), cinco mandados de busca e apreensão e quatro de afastamento de função pública. Não há mandados nesta operação contra políticos nem foram realizadas buscas em gabientes de parlamentares no Congresso.

Várias viaturas da PF estão estacionadas na entrada do Congresso. Operação ocorre apenas dois depois da prisão do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.