terça-feira, 22 de novembro de 2016

Mídia de São Luís continua errando feio sobre Tuntum

Trabalhadores em ritmo acelerado fazem reforma na ponte que dá acesso ao bairro Vila Mata em Tuntum

Nas últimas horas o reparo da ponte do Bairro Vila Mata em Tuntum,  que já está sendo executado desde ontem(20) pela Prefeitura Municipal  com apoio do Prefeito Cleomar Tema  chegou a alguns blogues da capital do Estado com veiculações que não condizem com a verdade real dos fatos e, acima de tudo, trazendo erros grosseiros na veiculação dos mesmos.

Há  em Tuntum uma comunidade  denominada de Vila Mata que não é povoado, mas um dos bairros mais antigos encravado na zona urbana cidade  cortado pelo "Riacho Tuntum" e que para se ter acesso é necessário passar por uma ponte que hoje é construída com madeira. Volta e meia as tábuas e vigas de sustentação(também de madeira) sofrem a ação do tempo e do peso de transportes diversos, provocando deterioração das peças da via acesso, todas de madeira de lei e de grande dificuldade de se encontrar no mercado tais aparatos, demandando tempo para sua aquisição.

Mesmo com as dificuldades de encontrar no mercado da cidade ou próximo a Tuntum, a Prefeitura Municipal, através do Prefeito Tema, não mediu esforços para buscar uma solução para o início dos reparos da ponte do bairro Vila Mata o que aconteceu na tarde desta segunda-feira(21) e quem vem acontecendo durante o dia de hoje(22) com previsão de término até o próximo final de semana. Não houve omissão da Prefeitura de Tuntum em dar uma solução imediata para solucionar o problema do conserto da via de acesso da Vila Mata porque o Prefeito Tema já tinha liberado a ordem do reparo há mais de uma semana.

As dificuldades de encontrar madeira de lei no  mercado de Tuntum e próximo a cidade tem trazido atraso nos reparos de algumas pontes do município, mas há o interesse pessoal do Prefeito Cleomar Tema em encaminhar ao poder público do Estado do Maranhão os projetos de construção das pontes de concreto dos bairros Vila Mata e Tuntum de Cima logo no início de 2017 para que as pessoas que residem nestas comunidades possam ter mais tranquilidade no acesso as suas residências.