quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

DISPUTA PELO SENADO DEVE PEGAR FOGO NO MA


Wilson Dias/Agência Brasil

A disputa pelo Senado em 2018 promete ser uma das mais concorridas para o Maranhão pelo número grande de pré-candidatos que já possui; até agora, nomes como os de Weverton Rocha (foto), José Reinaldo Tavares e Waldir Maranhão já confirmaram intenções de disputar; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Humberto Coutinho, apesar do resultado das eleições em Caxias, também nutre interesse por uma das duas vagas

Blog do Jorge Vieira - A disputa pelo Senado em 2018 promete ser uma das mais concorridas para o Maranhão pelo número grande de pré-candidatos que já possui. Até agora, nomes como os de Weverton Rocha, José Reinaldo Tavares e Waldir Maranhão já confirmaram intenções de disputar. O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Humberto Coutinho, apesar do resultado das eleições em Caxias, também nutre interesse por uma das duas vagas.

Desta vez, o jogo é favorável ao grupo de Flávio Dino às duas vagas no senado. Com Weverton e Zé Reinaldo concorrendo, o governador tem em suas mãos nomes prontos para viabilizar demandas para o Maranhão com mais fluidez. Isto resultado em muito mais desenvolvimento para o estado com o comando aqui e em Brasília.

No grupo Sarney, a escolha para a disputa está entre Sarney Filho e Roseana Sarney, ainda faltando definições concretas. Além dos nomes já praticamente confirmados, ainda faltam os senadores João Alberto e Edson Lobão se pronunciarem se tentarão reeleição. Vale destacar também que o filho do senador Edson Lobão, Lobão Filho também pode disputar a cadeira do pai.

Vale lembrar também que nenhum destes nomes sarneyzistas já não possui força o suficiente para disputar qualquer vaga em 2018, seja no Senado, governo, assembleia, após humilhação nas urnas em 2016. O grupo vem perdendo prestígio desde sua histórica derrota para Flávio Dino, em 2014.