sábado, 4 de fevereiro de 2017

MENTOR DA FICHA LIMPA VAI AO SUPREMO CONTRA NOMEAÇÃO DE MOREIRA FRANCO


Usando como argumento a decisão do ministro Gilmar Mendes que suspendeu a nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil em março de 2016, a Rede Sustentabilidade protocolou na noite desta sexta-feira, um Mandado de Segurança no Supremo Tribunal Federal pedindo a suspensão da nomeação de Moreira Franco, citado 34 vezes na delação da Odebrecht, para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência, recriado ppor Michel Temer; o partido também pede acesso aos documentos da delação premiada da empreiteira que envolvam o agora ministro; documento de 26 páginas é assinado pelo advogado e ex-juiz Márlon Reis, idealizador do projeto de Lei da Ficha-Limpa, e pelo advogado Rafael Martins Estorilio

Brasília 247 - Usando como argumento a decisão do ministro Gilmar Mendes que suspendeu a nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil em março de 2016, a Rede Sustentabilidade protocolou na noite desta sexta-feira, 3, um Mandado de Segurança no Supremo Tribunal Federal pedindo a suspensão da nomeação de Moreira Franco, citado 34 vezes na delação da Odebrecht, para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência, recriado por Michel Temer (PMDB). O partido também pede acesso aos documentos da delação premiada da empreiteira que envolvam o ministro. O documento de 26 páginas é assinado pelo advogado e ex-juiz Márlon Reis, idealizador do projeto de Lei da Ficha-Limpa, e pelo advogado Rafael Martins Estorilio.

As informações são de Fausto Macedo no Estado de S.Paulo.