quarta-feira, 22 de março de 2017

JUSTIÇA REVOGA PRISÕES DE BLOGUEIROS PRESOS PELA PF

Reprodução

Justiça Federal no Maranhão revogou as prisões temporárias dos blogueiros Luis Assis Cardoso Silva de Almeida, Luis Pablo Conceição Almeida e Hilton Ferreira Neto, suspeitos de extorquir empresários e servidores públicos; o grupo conseguia informações sigilosas sobre operações policiais e cobrava de R$ 1,5 mil a R$ 10 mil para não divulgá-las na mídia local, de acordo com as investigações; os blogueiros foram alvos da Operação "Turing", que investiga o vazamento de informações sigilosas sobre operações policiais; o delegado da Polícia Federal Max Eduardo Alves Ribeiro informou que os blogueiros foram "interrogados e reinquiridos, tendo prestado esclarecimentos amplos, verossímeis e suficientes a respeito dos fatos sob investigação"

Maranhão 247 - O juiz José Magno Linhares Moraes, titular da 2ª Vara da Justiça Federal no Maranhão, revogou, na noite dessa terça-feira (21), as prisões temporárias dos blogueiros Luis Assis Cardoso Silva de Almeida, Luis Pablo Conceição Almeida e Hilton Ferreira Neto, suspeitos de extorquir empresários e servidores públicos. O grupo conseguia informações sigilosas sobre operações policiais e cobrava de R$ 1,5 mil a R$ 10 mil para não divulgá-las na mídia local, de acordo com as investigações. Os blogueiros foram alvos da Operação "Turing", que investiga o vazamento de informações sigilosas sobre operações policiais. 

O delegado da Polícia Federal Max Eduardo Alves Ribeiro informou que os blogueiros foram "interrogados e reinquiridos, tendo prestado esclarecimentos amplos, verossímeis e suficientes a respeito dos fatos sob investigação".
Também foi preso o agente da PF Danilo dos Santos Silva que ocupou o cargo de Secretário Adjunto da Administração, Logística e Inovação Penitenciária no governo do Maranhão, mas foi exonerado no dia 10 de março. Ele segue detido.

Segundo as investigações, iniciadas em 2014, Silva revelava antecipadamente fatos sob sigilo de Justiça a blogueiros, que extorquiam funcionários públicos e empresários, e pediam valores em troca da não divulgação dos fatos descobertos em desfavor deles.

O advogado Deivid Teixeira Costa, que representa os blogueiros Luís Cardoso e Neto Ferreira, afirmou que só vai se pronunciar depois de ter acesso aos autos da investigação. O advogado de Danilo dos Santos Silva disse que, por enquanto, não vai comentar o caso. As entrevistas foram publicadas no G1.

Em nota, Luís Pablo Conceição Almeida disse que foi tudo esclarecido na PF e que "por essa razão os responsáveis pela operação solicitaram a revogação da prisão e o editor do blog foi liberado".

Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514