quarta-feira, 15 de março de 2017

“O PREJUÍZO ESTÁ LATENTE COM ISENÇÕES ILEGAIS NO GOVERNO ROSEANA”

Kristiano Simas


O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) fez uma consistente defesa do reajuste das alíquotas do ICMS, que entraram em vigor em todo o Estado; de acordo com o parlamentar, a iniciativa foi necessária para que o governo mantivesse o nível de investimentos e evitasse um cenário de crise como em outros estados; “Houve necessidade de fazer ajustes para aumentar a arrecadação, manter os serviços essências e pagar os salários dos servidores”, disse; “O prejuízo ainda está latente com as isenções ilegais cedidas pelo governo passado”

Blog do Marrapá - O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) fez uma consistente defesa do reajuste das alíquotas do ICMS, que entraram em vigor em todo o Estado nesta quarta-feira, 15. Segundo o parlamentar, a iniciativa foi necessária para que o Governo mantivesse o nível de investimentos e evitasse um cenário de crise como em outros estados.

“Houve necessidade de fazer ajustes para aumentar a arrecadação, manter os serviços essências e pagar os salários dos servidores”.

Além disso, o parlamentar justificou que o Estado ainda se recupera dos “saques aos cofres públicos” praticados pelo governo passado. Quando diversos casos de corrupção foram denunciados pelo Ministério Público. Entre eles a Máfia da Sefaz, que provocou um prejuízo de quase R$ 1 bilhão ao Maranhão, a ex-governadora Roseana Sarney, inclusive, está com as contas bloqueadas pela justiça.

“O prejuízo ainda está latente com as isenções ilegais cedidas pelo governo passado”, disparou Othelino.

O discurso do comunista foi um contraponto ao deputado Adriano Sarney (PV) que fez duras críticas ao governador Flávio Dino (PCdoB) e voltou a profetizar o grupo Sarney no poder em 2018. Em resposta, o vice-presidente da Assembleia, concluiu.

“Não haverão de voltar ao Governo do Maranhão”.