sábado, 29 de abril de 2017

Ministro da Justiça golpista deveria ser demitido por suas declarações à imprensa

Beto Barata

Por Chico Vigilante/Deputado Distrital

Eu assisti a uma entrevista de um senhor que se diz Ministro da Justiça e cheguei à conclusão de que estamos perdidos.

Nomear como ministro de uma das mais importantes pastas do governo um sujeito imbecil e provocador, como esse, é um sinal de que a República apodreceu.

Enquanto milhões de trabalhadores foram hoje às ruas, parando as atividades de ponta a ponta, de Leste a Oeste, de Norte a Sul, desde as cidadezinhas do interior até as grandes metrópoles.

Em um dia em que todas as principais as atividades pararam, ouvir dizer da boca dele de que as paralisações foram pífias e pontuais, é pura provocação aos trabalhadores.

A greve geral se dá em um momento que essa camarilha de corruptos e ladrões, que se instalou no Palácio do Planalto, deixou 14% da população economicamente ativa desempregada. O maior índice da história do Brasil.

Justamente isso que esses golpistas, chefiados por Michel Temer, deveriam vir a público, em cadeia nacional, esclarecer.

Esse ministro é um provocador, um cretino, que, caso esse governo fosse sério e tivesse o mínimo de dignidade, seria demitido ainda essa noite.

Estamos muito mal com um sujeito como esse no comando do Ministério da Justiça, que comanda a Polícia Federal e outros importantes órgãos.

Ele deveria determinar a apuração dos abusos praticados pelas polícias militares no decorrer das manifestações. Contra isso que ele deveria se manifestar.

Eu, que rodei o Distrito Federal de ponta a ponta nesta sexta-feira, comprovando a paralisação de fato, me enfureço ao ouvir o pronunciamento desse golpista e defensor dos latifundiários, Osmar Serraglio.
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514