sábado, 27 de maio de 2017

Unificação de matrículas de professores gera confusão; Seduc esclarece

Imagem relacionada
A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) emitiu nota oficial para informar aos educadores contemplados com a Unificação de Matrícula docente, que, conforme edital do processo, o Estado está procedendo à exoneração da matrícula mais recente do professor e ampliando a mais antiga, no nível em que se encontra na carreira.

O procedimento gerou alguma confusão na categoria. Alguns professores se disseram pegos de surpresa com a exoneração antes da implantação da dobra na matrícula remanescente e temiam ficar sem uma parte do salário do mês de maio.

No comunicado, no entanto, a Seduc ressalta que o pagamento da matrícula mais recente tem que ser sustado para possibilitar a exoneração e o desligamento definitivo dessa matrícula pela Secretaria de Gestão e Previdência e que ampliação da matrícula de 20 para 40 horas somente poderá ser efetivada após a emissão do ato de exoneração e o desligamento em folha desta matrícula.

“A Seduc esclarece também que, após o processo de exoneração, a Secretaria emitirá a portaria do reenquadramento com efeito retroativo a 1º de maio e o pagamento será realizado em folha suplementar”, diz a nota.

Blog do Gilberto Léda