domingo, 25 de junho de 2017

GOVERNO INVESTE R$ 2,2 MILHÕES NOS CAPS DE DEZ MUNICÍPIOS

Maranhão 247 - Suspensos durante a gestão anterior, os recursos destinados para investimentos nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) estão sendo devolvidos em dez municípios maranhenses. Com investimento anual no valor de mais de dois milhões de reais, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), pretende contribuir com a reestruturação da Rede de Atenção Psicossocial, na qual os CAPS desempenham um papel fundamental no processo de recuperação de dependentes químicos.

Os municípios beneficiados são Alcântara, Alto Alegre, Icatu, Matinha, Mirador, Palmeirândia, Raposa, Santo Antônio dos Lopes, São Domingos do Maranhão e São João Batista.

Durante assinatura do termo de compromisso com prefeituras beneficiadas, o governador Flávio Dino falou sobre a importância da parceria para a organização dos serviços na área da saúde mental. "Nós sabemos que o uso de drogas é um dos problemas de saúde pública que ganharam dimensão especial na última década. Para isso, é necessário um trabalho cotidiano com responsabilidade social. Por isso é importante que tenhamos essa rede com serviços específicos nessa área", destacou.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ressaltou que a iniciativa garante os direitos de cidadãos e ratifica a intenção de parceria do poder público estadual com as prefeituras. "Nosso ato, reforça o apoio do governo aos municípios e demonstra o nosso empenho e o trabalho que vem sendo realizado para fortalecer e aprimorar os serviços da rede estadual de saúde, que tem funcionado melhor e com otimização dos recursos", enfatizou o secretário.

A iniciativa do poder público estadual de repassar o recurso aos municípios visa garantir a proteção e os direitos das pessoas com transtornos mentais. Os CAPS oferecem acompanhamento por equipe multiprofissional e atendimento especializado às pessoas com transtornos mentais graves e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. A assistência é prestada através de projetos terapêuticos, nos quais a família cumpre um papel fundamental durante o tratamento.

O diretor do CAPS AD, Marcelo Soares, explicou como funciona o serviço. "O atendimento no CAPS é aberto, o paciente não precisa de encaminhamento. Após a admissão do paciente, é feito um plano terapêutico individual, que leva em consideração a situação de cada pessoa. A iniciativa do governador Flávio Dino de investir nos CAPS no interior do estado permitirá que o paciente tenha essa assistência no seu próprio município", disse.

Atualmente, o CAPS estadual atende 325 pacientes e trabalha realizando atividades de prevenção ao uso de drogas, tratamento e reinserção do paciente na sociedade. Entre as atividades executadas pelo centro está a "Ação Resgate", com abordagens nas ruas, e oficinas realizadas em parceria com instituições de ensino. O centro também aproveita datas comemorativas como o São João para promover a interação entre os pacientes, as famílias e os profissionais que atuam na unidade.

O aporte no valor global de R$ 2.226.682,88, para investimentos em serviços similares ao realizado pelo CAPS em São Luís será repassado aos municípios. Há cinco anos, os municípios não recebiam o recurso, fundamental para o desenvolvimento desses serviços na área da atenção psicossocial pelo interior do estado.

Com informações da Agência Maranhão de Notícias
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514