• DIVULGUE COM A GENTE E APAREÇA • batetuntum@gmail.com •

segunda-feira, 24 de julho de 2017

AICEB - 70 ANOS DE ORGANIZAÇÃO



Por Jairo Oliveira dos Santos

No dia 17 de julho de 1947, numa convenção de obreiros, foi organizada na cidade de Barra do Corda, Estado do Maranhão a ALIANÇA DAS IGREJAS CRISTÃS EVANGÉLICAS DO NORTE BRASIL que mais tarde tornou-se a ALIANÇA DAS IGREJAS CRISTÃS EVANGÉLICAS DO BRASIL - AICEB. 

O primeiro presidente foi o missionário George Thomas. 

O que é a AICEB? 

Diz o Artigo 1 do Estatuto Reformado da AICEB: “A Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Brasil - AICEB é uma organização religiosa, educativa e filantrópica, sem fins lucrativos, de duração ilimitada, com foro e sede na cidade de São Luís – Maranhão, fundada em 17 de julho de 1947, constituída de Igrejas Cristãs Evangélicas, que se rege pelo presente Estatuto, pelos Regimentos Internos dos seus Departamentos e pelas Normas Complementares, fundamentados nas Sagradas Escrituras e na legislação pátria aplicável. 

Quando teve inicio a história da AICEB? 

A Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Brasil teve seu inicio no ano de 1893 na cidade de Barra do Corda – MA com a chegada de um homem chamado João Batista Pinheiro. Esse homem emigrou da cidade de Icó - Ceará em 1870 para a baixada maranhense, a cidade de Viana e em 1892 chegou em Barra do Corda em busca de uma vida melhor. 

João Batista Pinheiro era pobre de recursos materiais e após contrair uma doença degenerativa chamada framboesia, teve as duas pernas amputadas (uma fora amputada na cidade de Icó Ceará e outra em São Luís – MA). O nariz também sofreu com a doença ficando deformado e muitas pessoas o olhavam com desprezo, todavia, foi esse homem que Deus usou para lançar a SEMENTE da Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Brasil. Conhecendo a história desse homem, em seu livro Nossas Raízes, o pastor Abdoral lembra o texto bíblico de 1 Coríntios 1.28,29: “Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus.” 

A conversão de João Batista Pinheiro se deu em Recife – PE em 1892. Nessa data ele deixou seus parentes e tomou um vapor para São Luís e de lá no porão de um navio foi para Recife - PE com o objetivo de cuidar da saúde e pedir ajuda as pessoas para se manter e manter a família. Levou nessa viagem poucos pertences e a imagem de Nossa Senhora da Conceição com planos de usá-la quando pedisse esmolas. Foi nesta cidade quando pedia esmola sentado em uma calçada que ouviu um hino evangélico e atraído pela linda melodia e letra entrou numa igreja evangélica, na Igreja Presbiteriana e ouviu o evangelho de Cristo que dizia que através de Jesus Cristo, que pagou nossos pecados na cruz, podemos ir para o Céu viver a vida eterna e converteu-se ao Senhor. No período que permaneceu em Recife, tornou-se um crente fervoroso e assíduo nos trabalhos da igreja. Estudou bastante a Bíblia e decorou vários textos bíblicos e aprendeu vários hinos. Voltou para o Maranhão, São Luís onde encontrou um grupo de crentes e permaneceu alguns dias com eles onde relatou da sua conversão e desejo de voltar a sua cidade para pregar o Evangelho ao seu povo. Ao partir para Barra do Corda, os novos irmãos lhe arranjaram um hinário e uma Bíblia e o despediram em um barco a uma viagem de duas semanas com destino a Barra do Corda. Chegando em Barra do Corda, tanto na cidade como no povoado Lagoa da União, a cerda de 30 quilômetros de Barra do Corda, começou a reunir os parentes, lia e explicava o livro sagrado. Alguns parentes converteram-se a Cristo e assim era lançada a SEMENTE da Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Brasil no ano de 1893. 

Em 1914, após voltar do Canadá o missionário Perrin Smith que fundara uma próspera igreja em Grajaú – MA veio morar em Barra do Corda por ser uma região mais central do estado e por ter o grupo de convertidos necessitando de assistência espiritual. Perrin Smith assumiu o trabalho e Barra do Corda se tornou um centro missionário alcançando um raio de 700 quilômetros onde as viagens eram feitas a cavalo. Logo chegaram muitos missionários como Walter Lutz que ele trouxe do Canadá, Donald e Vera Montieth da Austrália, Davie e Eva Mills da Inglaterra, Myrddim Thomas do País de Gales, George Thomas do Canadá, Leonard Bland, Alexandre Hutcheson, Normando Lang, Carlos Knight, vindos da Inglaterra e Australia, Ernesto Wootton, Jaime Graham, Enrique Heath da Inglaterra, William Johnstone e D. Catarina da Escócia, Harold Pucht dos EUA, Florence Hough e Marilyn Woodworth do Canadá, Werner e Emmi Rediger, Ari Aebehard e Elizabeth Roth, Jacob e Erica da Suíça, Dóris Haslan, Robert e Mary Cuningham, George Doepp e outros missionários. Alguns desses vieram trabalhar nas aldeias dos índios guajajaras e outros nos campos já abertos. Logo Deus começou a levantar também obreiros locais como Patrício Cavalcante, Antônio Resplendes, dentre tantos outros. Muitos desses missionários já se encontram na glória! Esses missionários fundaram as primeiras igrejas que no início eram autônomas até que tiveram a ideia de unir essas igrejas no que hoje conhecemos como Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Brasil. 

A AICEB conta hoje com mais de quatrocentas igrejas entre igrejas organizadas, congregações e campos missionários, milhares de convertidos servindo ao Senhor com alegria e dezenas de obreiros dedicados vivendo e pregando o Evangelho de Jesus Cristo. 

Para a honra e glória de Deus, a AICEB tem mantido a pureza doutrinária. 

Nosso desejo é continuar servindo a Deus, cooperando com a Sua obra através da AICEB, aguardando ansiosamente a volta do Senhor Jesus Cristo que levará a Sua Igreja para viver com Ele eternamente. 

Toda a Glória seja dada a Deus! 

Texto de Jairo Oliveira dos Santos, pastor da IGREJA CRISTÃ EVANGÉLICA Central de Barra do Corda- MA.
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514