sábado, 1 de julho de 2017

Empresa Transbrasiliana fecha as portas e deixa funcionários sem pagamentos


A empresa de transportes Transbrasiliana decretou estado de falência, e cerca de 120 pessoas que trabalharam na empresa cobram na justiça o recebimento dos direitos trabalhistas.

Os funcionários foram colocados para a rua desde o ano passado e até agora não viram a cor do dinheiro que lhe são de direito. Além de quatro meses de salários atrasados, os funcionários cobram o pagamento das férias e o repasse do FGTS, alguns em atraso há mais de dois anos.

A Transbrasiliana fazia rota em vários estados do Maranhão e no Tocantins e era uma das empresas mais requisitadas no setor. O advogado Marcos Vidal, que representa os empregados demitidos, disse que a empresa alega enfrentar problemas financeiros.

Foi pedido recuperação judicial no ano passado, porém a empresa fechou as portas em junho de 2016 deixando para trás um grande acúmulo de dívidas.

Os empregados que se dedicaram anos a empresa temem não receber o dinheiro nunca mais.

Blog do Luís Pablo