quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Homenagem: Brauninha e as uvas frescas do quintal

(*) 1951 - (+) 2017

Há pessoas que fazem parte do cenário fixo de uma cidade. E em Tuntum, cidade encravada na região central do Maranhão, não é diferente. Aqui há pessoas que são patrimônios fixos do cenário da cidade e que, volta e meia, nos surpreendem com suas partidas para a eternidade sem dizer adeus ou mesmo um simples até logo.

No final da manhã, desta quarta-feira(09), a Professora/empresária Brauniene Medeiros(66) deixou o cenário fixo de Tuntum com o seu falecimento em São Luís para introduzir   na  tarde de calor compulsivo marcas de tristeza e vazio nos corações de familiares, amigos, clientes e colegas de magistério.


Brauninha, como era conhecida em Tuntum, deu uma intervalada no cenário fixo da cidade, é verdade, mas deixa um legado exorbitante de luta contínua contra a doença, de amor ao magistério e à leitura e de sucesso no empreendedorismo comercial, a mais forte vocação econômica da princesinha da região central do Maranhão, apesar das dificuldades por conta das incompreensões de alguns.

Uma narrativa...

Legados  ao cenário fixo de Tuntum, à parte, Brauniene Medeiros, nos últimos dias, surpreendeu-me com um gesto de singeleza e boa vizinhança  ao ofertar cachos de uvas frescas colhidos do seu quintal  no casarão da Praça de São Francisco a minha pequena Lorena de quatro anos num final de tarde, talvez o último presente de partida desta mulher, esposa, mãe, professora que se fez presente no cenário, agora, da minha família, de todas as famílias do meu amado Tuntum. 

Vá em paz, Brauninha!
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514