sábado, 9 de setembro de 2017

Funaro delata Edinho Lobão


Marrapá - O doleiro e delator Lúcio Funaro revelou em depoimento a Procuradoria Geral da República que o suplente de senador Edinho Lobão (PMDB) é sócio do grupo Bertin em pequenas usinas Hidrelétricas no Pará.

O grupo Bertin é suspeito estar envolvido em um esquema de financiamento ilegal de campanhas eleitorais.

No ano passado, durante ação da Força Tarefa da operação Lava Jato no escritório da empresa em São Paulo, foram apreendidos documentos como notas promissórias de R$ 1 milhão mensais entre 2014 e 2015 para Edinho referente a duas pequenas usinas hidrelétricas em Mato Grosso e no Pará. Na época, o delegado Filipe Hille Pace confirmou que havia indícios de ilicitude nos contratos.

A defesa de Lobão explicou que as “notas promissórias encontradas em escritório comercial do grupo empresarial de São Paulo foram emitidas quando houve intenção de vender uma participação societária para o grupo. Foi feito o contrato, emitidas as notas promissórias, mas felizmente, ou infelizmente, não foram resgatadas”.

Agora, Funaro desmente Lobão e garante sua participação no grupo Bertin. Diante da contradições, resta a dúvida, qual a real ligação do peemedebista com o conglomerado paulista?
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514