sexta-feira, 13 de outubro de 2017

UMA MÃO LAVA A OUTRA E TEMER SOCORRE AÉCIO

247 - Acusado de chefiar uma quadrilha que assaltou o estado e rejeitado por mais de 90% da população brasileira, Michel Temer movimenta o resta de sua base aliada para executar uma operação de salvamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

Um dos principais aliados do peemedebista e ainda obrigado a recolhimento noturno pelo Supremo Tribunal Federal, Aécio passou a falar co Temer pelo telefone. 

Segundo a jornalista Andreia Sadi, da Globonews, Temer escalou o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), para costurar acordos com senadores e salvar Aécio. Aécio ainda conta com auxílio do ministro Antonio Imbassahy (PSDB), articulador político do governo.

Um dos principais aliados de Temer disse à jornalista que o peemedebista "ajuda Aécio, mas com cautela, porque não quer deixar a digital".

Articulador principal do golpe que destruiu a economia e a imagem do País, e alçou Michel Temer ao poder, Aécio pode não se salvar do afastamento em votação no Plenário do Senado. O PT iniciou um novo processo no conselho para que Aécio perca o mandato.

"Existem provas muito robustas de que ele cometeu ilicitudes e procurou destruir o trabalho da Justiça. Ele agiu em discordância com o decoro e, por isso, acho que deva ser afastado de seu mandato. Este deve ser o entendimento do PT. (Antes) o PT estava ao lado de uma tese, não estava ao lado de Aécio", disse o senador Humberto Costa (PT-PE), líder da minoria no Senado, sobre a situação de Aécio.

Com a decisão do PT, Aécio que somava um apoio estimado em até 50 votos, poderá perder nove preciosos apoios, o que dificultaria a conquista dos 41 necessários para derrubar a cautelar do Supremo (leia mais).
Compartilhe:

Copyright © | Direção: Jornalista Emerson Araújo | Bate Tuntum | Suport/ 99 98271-8514