segunda-feira, 13 de novembro de 2017

BRUNO ARAÚJO É O PRIMEIRO TUCANO A CAIR

Beto Barata/PR
247 - O ministro das Cidades, Bruno Araújo, encaminhou nesta segunda-feira 13 a Michel Temer uma carta pedindo demissão do governo federal.

A saída do governo acontece depois da intensificação do racha no PSDB, que resultou na decisão do partido em deixar a base do governo. O partido está dividido entre os que defendem o governo Temer e os que querem deixar a base de apoio.

Com sua saída, Bruno Araújo abre as portas para a reforma ministerial de Temer, que pretende dar as pastas do PSDB para partidos do chamado 'Centrão', além do DEM, que cobram mais espaço.

Deputado pernambucano, Araújo foi quem deu o voto decisivo para que a Câmara aceitasse o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, o que culminou num golpe parlamentar. Em sua carta de demissão, ele alegou que não tem mais apoio do PSDB para continuar no ministério.

O PSDB tem ainda os ministérios dos Direitos Humanos, com Luislinda Valois; da Secretaria de Governo, com Antonio Imbassahy; e das Relações Exteriores, com Aloysio Nunes Ferreira.