quinta-feira, 9 de novembro de 2017

CIRO SE CONTRAPÕE A “SÃO LULA” E DIZ QUE NÃO PERDOOU GOLPISTAS

Ceará 247 - O ex-ministro e pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou que será difícil sustentar que o impeachment foi um golpe com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva perdoando e "confraternizando com os golpistas".

Em Belo Horizonte, Ciro comentou o discurso de Lula na semana passada, também na capital mineira, de que estava "perdoando os golpistas".

"Esse gesto de perdoar não toca a ele. O golpe não foi contra ele, foi contra a nação, a democracia. E ele se dá a faculdade, sendo candidato, de confraternizar com os golpistas", disse Ciro sobre Lula.

"Como vamos sustentar que houve um golpe de Estado no Brasil se 'São Lula' perdoou? Eu não perdoei", completou.

O ex- ministro falou ainda do abraço de Lula com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) durante passagem do petista pelo Nordeste. Também em Minas, a caravana de Lula teve apoio de deputados e prefeitos de oposição, inclusive do PMDB.