quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

JANIO: ALCKMIN FAZ O PAPEL DE TESTA DE FERRO DE AÉCIO NO PSDB

247 - Em sua coluna nesta quinta, Janio de Freitas lembra que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) é provavelmente o político mais acusado de suborno no Brasil, e diz que o novo presidente do PSDB, o governador Geraldo Alckmin, não tem o comando efetivo da sigla.

Confira abaixo alguns trechos do texto: 

"Como presidente incumbido da restauração que não fará, Alckmin significou uma proteção para Aécio Neves, então já assoberbado com acusações. Ao menos em favor da própria face, o novo "presidente" precisava ter dito ou feito algo que marcasse a sua e a nova propensão do partido na discussão, intensa, sobre o caso Aécio no peessedebismo. Alckmin, é de seu hábito, preferiu omitir-se.

O pequeno tempo desde então foi suficiente para multiplicar a gravidade do caso Aécio.

Alckmin quis a responsabilidade de presidir o partido e sua restauração política e ética. Até o momento de quarta em que escrevo esta nota, ele continuava alheio aos fatos. Alheio ao país. Que lhe falte talento político, não precisa comprovar.

Mas sobretudo não precisa mostrar que, por falta de outras coisas, faz no PSDB o papel de mais um testa de ferro de Aécio Neves, que continua no controle de fato."