sábado, 30 de dezembro de 2017

Morre no Rio o jornalista e escritor maranhense José Louzeiro

Blog do Djalma Rodrigues - Morreu, na manhã desta sexta-feira (29), no Rio de Janeiro, o jornalista e escritor maranhense José Louzeiro, aos 85 anos de idade, depois de uma parada cardiorrespiratória. A morte foi confirmada pela família do jornalista, mas as causas ainda não foram reveladas. Nascido em São Luís, cidade onde começou sua carreira jornalística, José Louzeiro é radicado no Rio de Janeiro desde a década de 1950.

Na capital carioca, teve atuação em diversos jornais como O Jornal, da Cadeia dos Diários Associados, de Assis Chateaubriand. Posteriormente, passou pelas redações da Revista da Semana, Manchete, Diário Carioca, Última Hora, Correio da Manhã (no Rio) e, em São Paulo, teve passagens pela Folha de São Paulo e o Diário do Grande ABC. Foi repórter de polícia durante mais de 20 anos.

Autor de mais de 51 livros e 10 roteiros de cinema, José atuou nos segmentos infanto-juvenil, biografias e romance-reportagens, gênero do qual é pioneiro no Brasil. José Louzeiro ainda colaborou com artigos para o jornal O Estado do Maranhão e sempre esteve na linha de frente da reportagem policial, em confronto direto com o poder constituído por suas denúncias de corrupção e abusos contra presos.

Nas redes sociais, muita gente lamentou a morte do jornalista. “José Louzeiro faleceu nesta manhã. Jornalista, escritor e roteirista de alguns dos maiores filmes da história do cinema brasileiro, como Pixote, Lucio Flávio – O Passageiro da Agonia e O Homem da Capa Preta”, escreveu Raffaele Petrini, diretor artístico do Cine Praia Grande, no Twitter.