Que a educação não seja tratada como um mero slogan eleitoral


Por Cesar Callegari/Nocaute

O avanço que o Estado do Ceará conseguiu realizar em termos de alfabetização. As escolas técnicas federais – os resultados surgem toda vez que o país recebe investimentos adequados e continuados na área da Educação.

Toda vez que a gente fala sobre educação, quando se pretende situar a qualidade da educação brasileira no contexto internacional, alguém sempre se recorda da colocação brasileira no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) – um exame internacional que avalia jovens de 15 anos de idade de vários países do mundo.

O Brasil tem sempre ocupado os últimos lugares do PISA, isso é conhecido por todos nós. Mas o que, em geral, as pessoas não sabem é que os estudantes de 15 anos no Brasil estão atrasados em dois anos em relação aos estudantes europeus, por exemplo, que costumam ocupar as posições mais avançadas nesse ranking.

O que eu quero dizer é: não adianta ficarmos fazendo comparações internacionais. A melhor comparação que podemos fazer hoje no Brasil é aquela que verifica quais são os grandes sucessos educacionais do nosso país, e isso nós temos muitos.

O avanço que o Estado do Ceará conseguiu realizar em termos de alfabetização das suas crianças tirou o estado de uma mapa muito problemático e o colocou em uma das posições mais avançadas no Brasil.

Nós não temos que ficar aprendendo com os exemplos lá de fora, vamos aprender com os exemplos aqui de dentro. Temos muitos exemplos a dar.

As escolas técnicas federais, por exemplo, embora sejam escolas que selecionam os seus alunos ingressantes, são um bom exemplo daquilo que nós podemos fazer para o Brasil avançar em matéria de educação. Por isso, muita gente fala em federalizar as escolas brasileiras – na ideia de criar um padrão para todas as escolas do país, a exemplo do que acontece hoje com as escolas federais.

Comparações só devem servir para nos alertar que precisamos avançar na área da educação. Ao receber esse alerta, nós devemos olhar para aquilo que tem dado resultado no Brasil.

Os resultados surgem toda vez que o país recebe investimentos adequados e continuados na área da Educação.

Em primeiro lugar, devemos valorizar o profissional da educação. É a partir dele que nós vamos construir uma educação de qualidade. As professoras, os professores os funcionários da educação. Mas não somente, precisamos também dar voz a juventude, fazer com que as famílias e a comunidade participem das atividades da escola.

E sobretudo, fazer com que os governos pensem a educação não apenas como um slogan puramente eleitoral mas como um compromisso profundo, de médio a longo prazo, para que a educação de qualidade seja de fato o esteio da construção de uma sociedade brasileira democrática e desenvolvida.
Posted in  on 12:00:00 by Blog Bate Tuntum |