SENADO: CRISE NO PSDB EXPLODE ÀS VÉSPERAS DA CONVENÇÃO

Blog do Jorge Vieira - Às vésperas da convenção que homologará as candidaturas de governador, senador e deputados federais e estaduais do PSDB, neste sábado (4), o partido vive em clima de ebulição. Três pré-candidatos disputam as duas vagas que o partido tem direito a indicar na chapa majoritária, sendo que nenhum deles abre mão de sua indicação.

Dos postulantes tucanos ao Senado Federal, apenas o deputado federal e ex-governador José Reinaldo Tavares tem o aval do presidente nacional e candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin, embora enfrente certa resistência interna. Mesmo nãos sendo unanimidade, Tavares seria o único a ter a candidatura garantida.

As atenções se voltam, no entanto, para a segunda vaga, já garantida para o deputado estadual Alexandre Almeida, mas que estaria sendo rediscutida para tentar viabilizar a candidatura de Waldir Maranhão, oferendo a Alexandre a vaga de vice na chapa. O problema é que Almeida não admite recuar da candidatura e nem aceita ser vice.

Todas as vezes em que foi instado a falar sobre eleição para o Senado, inclusive recentemente durante uma visita ao Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa, Almeida deixou bem claro que não admite recuo e que sua candidatura ao Senado é para valer.

Esta semana, em conversa com um colega de plenário, que o blog se reserva o direito de preservar o nome, falou sobre a proposta para ser vice na chapa de Roberto Rocha, mas que não teria o menor interesse em abrir mão da vaga para Waldir, muito menos em ser vice.

E para complicar ainda mais a crise no ninho dos tucanos, surgiu a informação de que um grupo de pré-candidato desde o dia 25 de junho assinou manifesto assumindo as dores de Waldir Maranhão e se mostrando disposta a defender sua indicação. O desfecho dessa crise sem fim terá que ser conhecido até a manhã, data em que os tucanos vão reunir para definir candidaturas.
Posted in  on 18:44:00 by Blog Bate Tuntum |