"Sonho que Toffoli e GM acabem fora do STF", disse Dallagnol em mensagem

Revista Fórum - A parceria do El País com o The Intercept Brasil iniciada nesta terça-feira (6) mostra que a obsessão de Deltan Dallagnol contra ministros do STF não se limitava apenas ao impeachment de Gilmar Mendes. Ele tinha também outro alvo: Dias Toffoli (foto), atual presidente do Supremo. Nas conversas fica claro que ele queria demover Mendes e Toffoli, que viu sua esposa sendo aparecendo como alvo de investigação em Curitiba como forma de retaliação.

“Sonho que Toffoli e GM [Gilmar Mendes] acabem fora do STF rsrsrs”, disse Dallagnol em mensagem do dia 20 de abril de 2017, no grupo Filhos de Januário 1. O comentário veio logo após o procurador defender que o impeachment de Gilmar “seria uma história bem típica de Lava Jato”. Esse foi apenas um de muitos comentários defendendo aos colegas que se trabalhasse para gerar uma interdição a Mendes, mostrando quase uma obsessão.

Esse desejo era visto com cautela por seus pares. A procuradora Laura Tessler chegou a pedir “calma” a Dallagnol após ele aventar, em maio de 2017, o pedido de impeachment em caso de concessão de habeas corpus a Antonio Palocci. Paulo Galvão, um dos mais cautelosos, tentou por várias vezes frear o coordenador da Lava Jato.

Continue lendo na Fórum.
Posted in  on 00:17:00 by Blog Bate Tuntum |