Tuntum uma cidade sem gestão e sem água potável

 

A situação do abastecimento de água nos últimos quarenta dias em Tuntum se tornou um caso de polícia  e de falta de gestão pública entre a CAEMA e o Governo Municipal.

Cobrando taxas exorbitantes  para um abastecimento de água que não chega as torneiras da população, a CAEMA silencia sobre a mais grave crise do setor em Tuntum, deixando as famílias pobres do município sem ter a quem recorrerem, passando sede e privações higiênicas de toda sorte num contexto de pandemia grave do COVID-19. 

Enquanto a CAEMA não dá nenhum reposta para a crise grave de abastecimento de água no município de Tuntum, o Governo Municipal de Cleomar Tema se torna conivente e perverso com esta situação, repassando todas as responsabilidades desta crise à empresa do Governo do Estado.

Está evidente que o Governo do Maranhão e sua estatal de água não podem ser não responsabilizadas pelo caos do abastecimento de água em Tuntum, mas o Governo de Cleomar Tema abandonou a população da cidade, lembrando que quando foi para retornar a Prefeitura de Tuntum em 2012, o velho político da cidade  prometeu, em palanque,  que resolveria a questão de abastecimento de água do município e, inclusive, prometendo, ainda,  que as  pessoas pobres não pagariam taxa de abastecimento  pelo fornecimento de água potável. Ao longo dos últimos oito anos o prefeito prometedor esqueceu de cumprir mais esta promessa.

Há mais de quarenta dias Tuntum vive uma crise grave de abastecimento de água e ninguém diz nada e faz nada. A quem recorrer nesta crise? É a pergunta que o povo de Tuntum faz cotidianamente sem receber resposta de ninguém. O povo de Tuntum está fadado a morrer de sede ou de COVID-19 por falta de higienização?

on 12:13:00 by Blog Bate Tuntum |