Uma carta de Natal


Leia: João 1:1-14

…a Palavra se tornou ser humano […] e habitou entre nós […] E vimos […] a glória do Filho único do Pai. v.14


Todo Natal, um amigo meu escreve uma longa carta à sua esposa, revendo os acontecimentos do ano e sonhando com o futuro. Ele sempre lhe diz o quanto a ama e o porquê. Ele também escreve uma carta para cada uma de suas filhas. Suas palavras de amor se tornam um inesquecível presente de Natal.

Podemos dizer que a carta de amor original do Natal foi Jesus, a Palavra se transformou em carne. João destaca essa verdade em seu evangelho: “No princípio, aquele que é a Palavra já existia. A Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus” (v.1). Na filosofia antiga, logos significa palavra e sugere uma mente divina ou um preceito que o traz à existência, mas João expande a definição para revelar a Palavra como uma pessoa: Jesus, o Filho de Deus que estava “com Deus no princípio” (v.2). Essa Palavra, o “Filho único” do Pai, “se tornou ser humano” (v.14). Através de Jesus, a Palavra, Deus se revela perfeitamente.

Os teólogos lutam com esse belo mistério por séculos. Por mais que não possamos entender, podemos ter certeza de que Jesus, sendo Palavra, ilumina o nosso mundo sombrio (v.9). Se crermos nele, poderemos experimentar a dádiva de sermos os filhos amados de Deus (v.12).

Jesus, a carta do amor de Deus para nós, veio e fez a Sua morada entre nós. Ele é o maravilhoso presente de Natal! — Amy Boucher Pye


Do Pão Diário
Posted in  on 06:12:00 by Blog Bate Tuntum |