Randolfe reage à agressão de Bolsonaro: é um covarde e não me intimida

247 - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) rebateu a ameaça feita por Jair Bolsonaro durante uma conversa telefônica com o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) de que iria partir “para a porrada” contra ele. No Twitter, o parlamentar afirmou que "a violência costuma ser uma saída para os covardes que têm muito a esconder”.

"A violência costuma ser uma saída para os covardes que têm muito a esconder. Não irão nos intimidar! Especialmente porque sabemos que a fraqueza desse governo está em todos os âmbitos. Nossa única briga será pelo povo! Pela vacina e por comida na mesa!", escreveu Randolfe na rede social.

Em uma entrevista à Rádio Bandeirantes, o parlamentar também afirmou que “não tem idade para briga de rua” e que existem “coisas mais importantes para se preocupar”, como o enfrentamento à pandemia. “Esse comportamento não está à altura de um presidente da República. Principalmente com tanta tragédia que estamos vivendo. Ele deveria ter coisas mais importantes para se preocupar do que chamar senador para briga de rua. Temos mais de 350 mil brasileiros mortos. 350 mil famílias infelizes, entristecidas”, disse o senador Randolfe Rodrigues, de acordo com o blog do apresentador José Luiz Datena.

“Eu gostaria que ele tirasse um tempo para tomar medidas de coordenação nacional, dando um auxilio emergencial digno aos trabalhadores que estão sem trabalhar, dando apoio aos empresários que tiveram que fechar seus estabelecimentos e, sobretudo, tomando as medidas sanitárias necessárias para conter a pandemia, aumentando a imunização, indo atrás de vacinas. Essa deveria ser a preocupação. Ele não precisa se preocupar comigo. E, não sei ele, mas eu não tenho idade para participar de briga de rua. Só quero briga para tentar impedir que mais compatriotas padeçam dos males desse vírus”, completou em seguida.

As declarações de Randolfe foram feitas na esteira da divulgação, feita pelo próprio Kajuru, da gravação de uma conversa que ele manteve com Jair Bolsonaro neste final de semana. No diálogo, Bolsonaro revela a intenção de usar a CPI da Pandemia, cuja abertura pelo Senado foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, para perseguir governadores, prefeitos e ministros da Corte.

O trecho em que Bolsonaro ameaça agredir Randolfe, porém, foi divulgado por Kajuru nesta segunda-feira (12), durante participação no programa Manhã Bandeirantes, do apresentador José Luiz Datena, veiculado pela Rádio bandeirantes.

on 21:47:00 by Blog Bate Tuntum |